Jogadores desprezam "fator Mineirão" e querem Galo ofensivo

Cruzeiro entra em campo com a vantagem do empate, já que fez melhor campanha na primeira fase; apesar disto, Atlético promete manter suas características

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Jogadores do Atlético querem que equipe mantenha postura e parta para cima da Raposa
BRUNO CANTINI/ATLÉTICO
Jogadores do Atlético querem que equipe mantenha postura e parta para cima da Raposa

Com dois empates sem gols nos últimos dois clássicos, ambos na Arena Independência, o técnico Marcelo Oliveira declarou que o Cruzeiro está conseguindo se portar bem no campo do Galo. No domingo, o duelo será no Mineirão, que vem sendo a casa da Raposa.

Na Cidade do Galo, os jogadores minimizaram a vantagem celeste e o fator campo. Como é o caso do goleiro Victor. Para ele, o time deve jogar para frente diante do rival.

"Clássico não existe isso. Jogo diferente, um campeonato à parte. Jogo de detalhes, então o mando de campo nesse sentido não é o mais importante. Sabemos da força deles no Mineirão, mas sabemos da nossa também e que domingo podemos conseguir a vitória lá, jogo de poucas oportunidades e tem que aproveitar, concentrado o tempo todo e usar os detalhes a nosso favor", ponderou Victor.

O rival também entra em campo com a vantagem do empate, já que fez melhor campanha na primeira fase. No entanto, o arqueiro alvinegro acredita que o Galo deve manter a postura ofensiva no domingo.

"Não podemos abrir mão do que temos de melhor. Jogar para frente, em velocidade e tocar bem a bola. Temos que fazer isso, característica de nossa equipe. Não tem nada decidido. Está em aberto e espero que todos entrem domingo com sede de titulo que vai fazer com que a gente lute por mais esta conquista", disse o goleiro do Galo.

Outro que adotou o mesmo discurso é o meia-atacante Guilherme. Ele também não acredita em saber jogar no campo adversário.

"O jogo (do último domingo) por alguns detalhes ele não foi vencido por nossa equipe. Tivemos volume bom e situações de gol, mas não tem receita, como o próprio Paulo fala o que tem receita é bolo. Existe trabalho e estamos focados para o jogo, não existe fórmula, é mostrar futebol e tentar vencer", disse Guilherme. 

Leia tudo sobre: futebol nacionalatléticogalocampeonato mineirodecisãoposturafinal