Mais um ônibus foi apedrejado em Uberaba

Coletivo foi apedrejado pro várias pessoas ao parar em um ponto de ônibus para deixar passageiros

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Cinco jovens arremessaram pedras contra um ônibus e quebraram o vidro do coletivo, no bairro Mangueiras
Juliano Carlos / Jornal de Ubera
Cinco jovens arremessaram pedras contra um ônibus e quebraram o vidro do coletivo, no bairro Mangueiras

Após a onda de ataques à ônibus que assustou os moradores de Uberaba, no Triângulo Mineiro, ocorrida no início do mês, um novo coletivo voltou a ser apedrejado nesta sexta-feira (11). O ônibus da linha "Primavera" ficou danificado após ser atacado por várias pessoas ao parar em um ponto do bairro Jardim Primavera. 

Conforme a Polícia Militar do município, o caso foi registrado na tarde da sexta na avenida Reinaldo Boareto. Segundo o relato do motorista aos policiais, assim que ele parou o veículo para o desembarque de alguns passageiros, cerca de dez pessoas passaram a atirar pedras e a arranhar o ônibus com objetos pontudos. O coletivo teve o para-brisa quebrado e a boa parte da lataria danificada.

Desde que um ex-presidiário foi baleado e morto supostamente ao tentar pegar a arma de um policial militar, no dia 28 de março, cinco ônibus foram atacados em vários bairros diferentes da cidade. No início da última semana, uma troca de tiros entre assaltantes e a polícia terminou com a morte de um dos suspeitos de promover os ataques, o que provocou novas depredações.

Na última quarta-feira (9), cinco jovens arremessaram pedras contra um coletivo no bairro Mangueiras. Os adolescentes fugiram e não foram identificados. O bairro Primavera, assim como Uberaba I e Santa Maria, já tinham sido alvo deste tipo de crime.

Norte de Minas

Ainda na sexta-feira (11), desta vez em Montes Claros, no Norte do Estado, um ônibus também acabou alvo de um ataque. De acordo com a PM, o ônibus da linha 6404 transitava pela rua Madre Tereza, no bairro Santa Rafaela, quando foi interceptado por uma moto com dois homens. Eles mandaram que o motorista e a cobradora descessem e, simulando estar armado, os obrigaram a ficar de costas.

Os bandidos teria dito que só queriam o veículo devido à algumas mortes em seu bando e, sem seguida, derramar um combustível e atearam fogo no coletivo, fugindo logo em seguida. Com um extintor de incêndio, testemunhas conseguiram apagar o incêndio, que danificou apenas partes plásticas na dianteira do veículo. A PM ainda afirma estar em rastreamento na tentativa de identificar os suspeitos do ataque.

Leia tudo sobre: ônibusincendiadoapedrejadotraficantesUberabaonda de ataques