Descarte traz risco à saúde e à natureza

iG Minas Gerais | Suellen Amorim |

O professor de engenharia sanitária da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) Hiram Sartori adverte que o depósito irregular de lixo e entulho no solo traz diversos prejuízos ao meio ambiente e à saúde dos moradores do entorno.  

Segundo ele, a decomposição do lixo produz o chorume, líquido que pode contaminar rios e lagos e que, ao infiltrar no solo, contamina o lençol freático. Além disso, há o risco da proliferação de doenças. “Há o aumento da população de ratos, baratas, escorpiões, vetores de doenças para o ser humano. Além da degradação estética do ambiente”, diz.

Contato. Sartori alerta ainda que há a geração de gases, como o carbônico e o metano, e de ácidos como o sulfídrico, característico pelo odor de ovo podre.

Também há o risco de contato direto com materiais contaminados, como fraldas e papel higiênico.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave