Mulher britânica sofre de transtorno que a faz exalar forte odor de peixe

Trimetilaminuria impede a decomposição de certos compostos em alimentos

iG Minas Gerais |

Ellie James, 44, fala como o problema a afeta
Reproducao / BBC
Ellie James, 44, fala como o problema a afeta

Londres, Reino Unido. A britânica Ellie James, 44, sofre de um transtorno que afeta muito o seu convívio social. Ela é portadora da trimetilaminuria (TMAU), também conhecida como síndrome do odor de peixe, que impede que seu organismo decomponha compostos presentes em alguns alimentos. Assim, ela exala um odor ruim, situação que já lhe custou empregos e faz com que ela seja alvo de insultos.

Segundo a rede britânica BBC, a doença faz com que a enzima flavina monooxigenase 3 (FMO3) não funcione corretamente ou sequer seja produzida. Essa enzima é encarregada de processar substâncias como a trimetilamina que, caso não seja decomposta, se acumula no corpo e é liberada na transpiração, na urina ou no hálito.

“A maioria das pessoas (que sofrem do problema) sequer produz esse cheiro (de peixe)”, diz Ellie à BBC. “A tendência é exalar cheiro de enxofre ou amoníaco, mas tudo depende do que você come”.

A BBC informou que a mulher sofre do transtorno há 14 anos, depois de ter passado por um longo tratamento com antibióticos que acabaram afetando a enzima FMO3. Mas outras pessoas já nascem com a síndrome.

“Posso exalar um cheiro muito doce e intenso, como perfume barato, ou de lixo podre, borracha queimada, algum produto químico, assim como enxofre ou água de esgoto”, lamenta.

Controle. Essa variedade de odores relatados por Ellie geralmente significa que, até certo ponto, ela pode controlá-los. A trimetilamina é o resultado da degradação bacteriana de alguns aminoácidos, como a colina. “Meu corpo não consegue decompor (a colina) em um composto neutro, apenas em um tóxico, que cheira mal”, diz. “Evitar alimentos com muita colina – ou trimetilamina – pode ajudar muito, mas não elimina (o cheiro)”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave