Séries invadem redes sociais

Aplicativo Wattpad é lider do novo ambiente literário, com mais de 2 milhões de autores e 20 milhões de leitores

iG Minas Gerais | David Streitfeld |

Aplicativo Wattpad é lider do novo ambiente literário, com mais de 2 milhões de autores e 20 milhões de leitores
Chris Young
Aplicativo Wattpad é lider do novo ambiente literário, com mais de 2 milhões de autores e 20 milhões de leitores

Toronto, Canadá. Desde os tempos de Dickens, Dumas e Henry James as obras de ficção em série não tinham o mesmo sucesso. Em 1841, leitores curiosos enchiam as docas de Nova York para perguntar aos viajantes vindos da Inglaterra se Little Nell, de “A Loja de Antiguidades” tinha morrido.  

Em 2014, os leitores correm para seus smartphones para descobrir quais são as últimas aventuras da doce Tessa e do escandaloso Harry, que se conhecem no primeiro dia da faculdade e têm um relacionamento inspirador e de partir o coração.

De tempos em tempos, a autora Anna Todd usa o Wattpad, um aplicativo literário, para postar um novo episódio da paixão tórrida do casal. O capítulo 278 de “After” foi lançado em março, momentos depois que Todd, uma ex-estudante universitária de 25 anos de Austin, no Texas, terminou de escrevê-lo.

O primeiro comentário apareceu 13 segundos depois que o capítulo foi colocado na rede. No dia seguinte, já eram 10 mil comentários. Sempre breve, extremamente positivo e frequentemente coerente, “After” tem mais de um milhão de leitores, segundo o Wattpad.

Há muito tempo a internet deu uma nova cara ao mundo da edição e venda de livros. Novas tecnologias estão transformando a escrita da ficção, que antes era a forma de arte mais solitária e minuciosa de todas, tornando-as praticamente o oposto. Escrever é uma atividade social, informal e íntima, cujos resultados não são apenas consumidos em tempo real, mas frequentemente produzidos da mesma forma.

O Wattpad é o líder desse novo ambiente literário, com mais de 2 milhões de escritores produzindo cem mil obras ao dia para 20 milhões de leitores em uma intrincada rede social internacional.

O Wattpad não é o tipo de site onde os escritores conversam sobre as dificuldades de sua arte. Boa parte das obras mais populares é criada por mulheres jovens e se baseia em obras de ficção feitas por fãs. (O Harry, de “After”, é inspirado em Harry Styles, que arrasa corações adolescentes na banda One Direction.) Outras categorias populares são histórias de vampiros e outros mistérios.

Os autores – que não são pagos pelas obras, como em qualquer outra rede social – colocam suas histórias no ar, as reescrevem, abandonam e apagam aos montes, em um processo que torna os e-books tradicionais tão perenes quanto uma edição da Knopf em capa dura.

Essa é a literatura recriada para um mundo cada vez mais móvel, no qual a atenção é fragmentada.

“Quase todos os nossos autores fazem seus conteúdos em série”, afirmou Allen Lau, executivo-chefe do Wattpad, em uma entrevista no escritório da empresa em Toronto. “Duas mil palavras são cerca de dez minutos de leitura. Isso torna as histórias mais fáceis de digerir, algo que pode ser feito na fila do banco”.

Antes que a internet comprimisse o tempo e o espaço, havia um abismo entre os escritores e os leitores. J.D. Salinger exagerava ao pedir que seu agente destruísse qualquer carta enviada por fãs, mas quanto mais bem-sucedido é um autor, maior costuma ser a distância entre ele e os leitores. O escritor era uma figura nobre, um artista que caminhava pelo Monte Olimpo. O leitor não estava em lugar algum.

O Wattpad eliminou qualquer distância entre o criador e o consumidor. O leitor foi elevado a alguma coisa entre o melhor amigo do autor e seu editor ideal, que não oferece nada além de admiração. “Essa frase partiu meu coração”, exclamou uma das leitores de “After”. Outra disse: “Para que serve a vida sem o ‘After’?”

Conseguir todos esses fãs é o principal trabalho dos escritores do Wattpad. Em seguida vem a tarefa de mantê-los felizes, não apenas por lançar novas obras com frequência – por algum tempo, Todd publicava um capítulo por dia –, mas também a de responder aos comentários e perguntas dos leitores.

“Minha maior prioridade são meus fãs”, afirmou Rebecca Sky, cujo romance paranormal “The Love Curse” (A maldição do amor, em tradução literal) atraiu um público entusiasmado no Wattpad em 2012. “Escrever ficção é para os fins de semana”.

A razão: “Você pode ir a um editor e dizer que tem 15.000 fãs e isso conta mais do que sair da sua casa com um texto perfeito que jamais viu a luz do dia”, afirmou Sky.

Além de contar com os comentários dos leitores, o Wattpad permite que eles enviem mensagens privadas ao autor, votem em alguma obra ou se tornem fãs oficiais do escritor. Os fãs também podem dedicar um capítulo de seus próprios romances a outros autores, além de fazer capas para os livros e criar tributos no YouTube e no Pinterest.

Os leitores também podem oferecer seleções de personagens para sua ideia predileta, como se estivessem em um filme. De alguns meses pra cá é possível colocar comentários diretamente no texto, de forma que todos os leitores possam ver. É possível até financiar o autor com dinheiro de verdade.

Feito aqui Incipiente. No aplicativo wattpad é possível encontrar alguns livros escritos em português. O problema é a qualidade. Os textos não são apenas ruins estilisticamente. Tem narrativas pobres e erros gramaticais.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave