‘Ásia Fusion’ em Singapura

iG Minas Gerais | Renato Quintino |

Existem curries vermelho, amarelo e verde, que harmonizam com pratos específicos
Stockxpert/divulgação
Existem curries vermelho, amarelo e verde, que harmonizam com pratos específicos

Curry não é apenas um pó amarelo vendido em supermercados. É um mix de especiarias. Suas diferenças cromáticas – há curries vermelho, amarelo, alaranjado e verde – expressam além da cor da pimenta com que são feitos. As tradições gastronômicas de seus locais de origem se harmonizam com tipos específicos de pratos.

O conceito e a prática da cozinha asiática é amplo e abrange cozinhas completamente diferentes, tais conforme a indiana, a chinesa, a japonesa, a vietnamita e a tailandesa. Em Singapura é possível – como em muitos poucos outros lugares do mundo – provar pratos dessas cozinhas com qualidade.

Feito da união de fatores diversos que se uniram aos poucos, a começar pela sua geografia, Singapura tem a originalidade de não possuir uma cozinha típica. Um dos destinos mais cosmopolitas do mundo, povoado por povos asiáticos distintos, a cidade tem em mesmo nível de importância as cozinhas chinesa, malaia, indiana e vegetariana.

O tradicional dim sum chinês – sequência de pequenas porções de diferentes pratos fritos ou preparados no vapor, como camarões, carnes e verduras servidos em recipientes de bambu – é um dos carros-chefe do país, assim como pratos à base de curry e iogurte indianos, além daqueles com temperos e ervas, como gengibre, açafrão, capim limão e folha de curry malaios.

Cosmopolita

Como é natural que haja uma pegada “fusion”em culturas diferentes coexistentes, a cozinha peranakan reúne sabores da Indonésia, da Malásia e da China, como o ayam buah keluak, que é frango com um tipo de noz local. Já o laksa traz a tradição do sudeste asiático de pratos com macarrão de arroz com frutos do mar ao leite de coco.

Semelhante ao Brasil, os botecos, com mesas na calçada e clima descontraído, são um sucesso, especialmente em Chinatown, em que as mesas aos fins de semana são disputadas, especialmente as que têm vista para os calçadões locais, cheios de gente do mundo inteiro.

Uma das mais badaladas opções da cidade é o Clarke Quay (www.clarkequay.com.sg), com cinco quarteirões de rua repletos de casarões coloniais do século XIX que abrigam cerca de 60 bares, restaurantes e casas noturnas instalados em antigos armazéns restaurados. A proximidade do CBD (região comercial da cidade) não atrapalha em nada o charme do lugar.

Para quem adora comida indiana, o bairro certo é o Little India – na Serangoon Road e nas transversais, como Dunlop Street e Hindon Road. Já para os cidadães do mundo, que gostam de muito movimento e variedade, os 2,2 km de extensão da Orchard Road, lotado de lojas, bares e restaurantes de luxo, é a grande opção.

Com clima equatorial (muito calor e chuvas diárias, já que Singapura está a apenas 137 km da linha do Equador), o brasileiro entende perfeitamente o começo do movimento quando o calor dá um tempo após o pôr do sol. A partir daí, é sair e provar “todos os curries do mundo”.

Receita

TORTA DE COCO

Preparo da massa: Em uma vasilha, misture 1 e 1/2 xícara de farinha de trigo com 10 colheres (sopa) de manteiga sem sal, fazendo uma mistura homogênea com a ponta dos dedos, como se fosse uma farofa. Acrescente de 2 a 3 colheres (sopa) de água fria para dar liga. Em seguida, abra a massa com um rolo sobre uma superfície polvilhada com farinha de trigo. Unte uma fôrma de fundo falso com manteiga, coloque a massa em cada um, cubra com papel manteiga e um peso como feijões (sugestão) e leve ao forno preaquecido a 200°C. Pré-asse a massa por 15 minutos e retire os feijões. Reserve. Preparo do recheio: Preaqueça o forno a 180 °C. Misture, em uma vasilha grande, 4 ovos, 1 e 2/3 xícara de açúcar, 11 colheres (sopa) de manteiga sem sal derretida, 1 colher (sopa) de vinagre de vinho branco, 1 colher (chá) de extrato de baunilha e 1 xícara de coco ralado adocicado. Asse por cerca de 30 minutos. Retire do forno, espere esfriar um pouco, desinforme, fatie e sirva com chantilly.   

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave