De bem com os pilares

Estruturas aparentes roubam a cena e complementam a decoração dos ambientes

iG Minas Gerais | Ana Paula Braga |

Além de proporcionar uma sensação de espaço ampliado, o pilar revestido de espelhos enobrece o ambiente
Marcos Pavanotti/Divulgação
Além de proporcionar uma sensação de espaço ampliado, o pilar revestido de espelhos enobrece o ambiente
Valorizar os elementos de sustentação que a arquitetura da casa oferece ajuda a realçar suas formas e torná-los parte do projeto. De acordo com a arquiteta Nathália Otoni, quando algum tipo de estrutura fica exposta, uma ótima ideia é tomar partido disto e assumi-la como peça-chave na decoração.   “Propor um acabamento diferenciado e trabalhar a iluminação nas estruturas pode dar originalidade ao ambiente, sem que o resultado seja prejudicado. A utilização correta desses recursos é uma boa pedida para integrar a estrutura ao espaço como um todo”, afirma.   Segundo ela, o projeto arquitetônico deve ser pensado levando em consideração o lançamento dessas estruturas de apoio. “É esse pensamento conjunto que permite que a forma seja executada conforme o planejado, proporcionando o resultado esperado, tanto estético, quanto funcional”, acrescenta a especialista.    Cara nova  A ideia de utilizar as vigas e pilares como aliados na decoração contribui não só para reduzir os custos do projeto de arquitetura e design de ambientes, mas também consegue quebrar a monotonia com inúmeras possibilidades de composição e garante unidade visual no décor. Uma dica é utilizar a forma e o acabamento naturais da estrutura como ponto de partida para as criações.   “Qualquer revestimento é bem-vindo. As pinturas, texturas, painéis de madeira, espelhos, vidros ou até mesmo a forma bruta do concreto ou metal são acabamentos interessantes”, sugere a arquiteta Luciana Araújo. Outra proposta bacana para se apropriar das colunas é acoplar móveis, prateleiras ou simplesmente adaptar nichos com objetos de decoração, quadros e até esculturas de arte.    Seja com uma aparência mais industrial, em concreto, ou pintados com cores vibrantes, o ideal é respeitar os limites estruturais da casa e tentar conectar de alguma forma com o movimento da casa e a personalidade dos moradores.    “Pilares e vigas, quando destacados, se tornam componentes relevantes no espaço e são capazes de dar personalidade aos ambientes. Além de se tornar um importante elemento decorativo, eles podem delimitar espaços sem formar uma barreira visual”, ressalta Luciana. 

Leia tudo sobre: estruturaaparentepilar