Barbosa diz que é cobrado 'nas ruas' para ser candidato

Entre aplausos e pedidos de fotos por parte dos servidores do Judiciário baiano, ministro demonstrou também ter se cansado de falar sobre o fim do julgamento do caso do mensalão

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Joaquim Barbosa já se manifestou contra a criação dos tribunais
Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr - 12.8.2012
Joaquim Barbosa já se manifestou contra a criação dos tribunais

Recebido como celebridade em Salvador, onde participou da inauguração da 13ª Vara da Fazenda Pública, a primeira na Justiça comum da Bahia a funcionar com o Processo Judicial Eletrônico (PJE), o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, disse que ainda é "cobrado pelas pessoas nas ruas" para ser candidato ainda este ano.

"Não estava fascinado pela possibilidade de deixar o Supremo para ser candidato", contou. Apesar disso, ele não descartou a chance de uma futura candidatura. "Deus dirá", disse. O prazo para saída de cargos públicos para quem quer disputar as eleições este ano já venceu.

Entre aplausos e pedidos de fotos por parte dos servidores do Judiciário baiano, Barbosa demonstrou também ter se cansado de falar sobre o fim do julgamento do caso do mensalão - quando perguntado sobre o tema, limitou-se a pedir, ainda que educadamente, para "mudar a fita". Preferiu tecer, por outro lado, elogios ao PJE. Para ele, é um instrumento para tirar a Justiça "da idade da pedra".

Ele também elogiou algumas iniciativas da nova administração do Tribunal de Justiça da Bahia, como a criação de uma Câmara Especial de Justiça no extremo oeste do Estado, sancionada na semana passada pelo governador Jaques Wagner (PT), que cria a segunda instância do Judiciário na região.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave