Americano obtém licença para ter equipe na F1 em 2015

Empresário Gene Haas pode ser o chefe da 12ª equipe da modalidade

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

O empresário americano Gene Haas afirmou nesta sexta-feira que obteve a licença junto à Federação Internacional de Automobilismo (FIA) para entrar na Fórmula 1 em 2015. Se confirmada pela entidade, a equipe será a 12ª no grid da categoria a partir da próxima temporada.

"Obviamente estamos muito felizes por termos conseguido a licença junto à FIA", disse Haas, em comunicado oficial. "É um momento muito empolgante para mim e para todos que querem ver o retorno de uma equipe americana à Fórmula 1". Os Estados Unidos, que voltou a receber uma etapa da F1 em 2012, não contam com um time na categoria desde a Penske, entre os anos de 1974 e 1977.

Haas, de 61 anos, é mais famoso por ser dono da equipe Stewart-Haas Racing, da Nascar.

Seu interesse em entrar na F1 já era conhecido há alguns meses. O próprio Bernie Ecclestone, chefão da categoria, indicara recentemente que o empresário entraria no grid. A confirmação, contudo, só veio nesta sexta. A FIA ainda deverá se manifestar oficialmente.

"Agora o verdadeiro trabalho vai começar. Será um desafio colocar nossos carros no grid", admitiu Gene Haas, que tentará colocar um veículo americano na F1 depois do fracasso da USF1 em 2010. A equipe, que tinha a intenção de ingressar na categoria, ao lado da Caterham e Marussia (então chamadas de Lotus e Manor) falhou por não honrar os compromissos financeiros.

Leia tudo sobre: formula 1f-1automobilismoesporte