Após vistoria, Ministério do Trabalho libera Itaquerão

Para liberar a montagem, o ministério exigiu da Fast Engenharia uma série de medidas de segurança para evitar novos acidentes

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Documentos apontam irregularidades de segurança na construção do Itaquerão
Reprodução/Facebook
Documentos apontam irregularidades de segurança na construção do Itaquerão

Após vistoria realizada nesta sexta-feira, a Superintendência Regional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) liberou a montagem das arquibancadas provisórias do setor norte do Itaquerão, futura sede da abertura da Copa do Mundo. As obras estavam paralisadas desde o dia 31 de março, dois dias depois da morte do operário Fabio Hamilton da Cruz.

A montagem havia sido interrompida por decisão do MTE, que ficou insatisfeito com o nível de segurança do local da obra. A morte de Fabio Hamilton da Cruz, de 23 anos, foi a terceira nas obras do estádio do Corinthians. Ele faleceu ao sofrer queda de uma altura de nove metros.

Para liberar a montagem, o ministério exigiu da Fast Engenharia, empresa responsável pela instalação das arquibancadas temporárias, uma série de medidas de segurança para evitar novos acidentes, como a colocação de mais cabos de segurança e de grades no contorno da obra e redes de proteção.

A Fast cumpriu as exigências ao instalar guarda-corpos e ampliar o comprimento dos cabos que permitem o engate do equipamento de segurança aos operários. A empresa também promoveu nova capacitação dos funcionários e colocou um técnico de segurança em cada andar da obra. Assim, teve liberada a continuação dos trabalhos na arena na vistoria realizada nesta sexta. Funcionários do MTE passaram cerca de duas horas vistoriando o local da obra.

O setor sul do estádio, que também está recebendo arquibancadas móveis, havia sido liberado anteriormente, no dia 7 de abril. Essa estrutura provisória vai acrescentar 20 mil assentos ao novo estádio do Corinthians - exigência da Fifa para que a arena tenha condições de receber jogos do Mundial.

Na próxima terça-feira, a Odebrecht, responsável pela construção do estádio, pretende entregar o Itaquerão ao Corinthians. Será um evento simbólico, uma vez que a arena ainda não estará completamente pronta. As arquibancadas provisórias e a estrutura temporária, ao redor da arena, ainda não foram finalizadas.  

Leia tudo sobre: itaqueraoestadiocopa do mundoliberadoobras