Mineiro Victor Dzenk recria universo do desenho "A Pequena Sereia"

O fundo do mar repleto de brilho e ostentação ganhou mais uma fã: a funkeira Valesca Popozuda, que prestigiou o estilista da primeira fala e confessou que ama brilho

iG Minas Gerais | Lorena K. Martins* |

Mineiro apresentou coleção repleta de referências aos oceanos
Agência Fotosite/Divulgação
Mineiro apresentou coleção repleta de referências aos oceanos

Um mergulho no fundo do mar. Essa foi a sensação quando o estilista Victor Dzenk, único representante mineiro no Fashion Rio, provocou, nesta quinta-feira (11), ao apresentar sua coleção inspirada no mundo perdido de Atlântida.

Em sua passarela, havia uma harpa tocada pela astista Cristina Braga, da Orquestra Municipal do Rio. A canção escolhida não poderia vir a calhar: a música instrumental da trilha sonora de "A Pequena Sereia", clássico infantil da Disney que também inspirou as peças da coleção de verão 2015.

Do fundo do mar, Victor pautou suas referências, começando pelas modelos que se tornaram uma versão mais moderna e fashion das sereias. Os corais, conchinhas, estrela-do-mar e o mapa náutico que leva até o Atlântida transformaram em estampas leves e bordados luxuosíssimos, alguns inclusive com aplicações em pérolas, um trabalho que causou um efeito primoroso. Em seu oceano chic e elegante, Dzenk não se esqueceu dos seus kaftans mega esvoaçantes, como a calmaria do mar, e das redes de pesca, que transformaram em saídas de praia. O masculino, totalmente usável, apostou em uma alfaiataria leve e ousou a propor algumas sungas de lateral mais fina.

O fundo do mar repleto de brilho e ostentação ganhou mais uma fã: a funkeira Valesca Popozuda, que também confessou após os desfiles que ama brilho, como os mostrados pelo estilista.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave