Dedé destaca evolução celeste, mas prega humildade para manter embalo

Para defensor celeste, falhas apresentadas pela equipe foram provocadas pela falta de atenção e tranquilidade em momentos decisivos das partidas

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Zagueiro do Cruzeiro afirmou que o brasileiro está correto em protestar
Washington Alves/VIPCOMM
Zagueiro do Cruzeiro afirmou que o brasileiro está correto em protestar

O Cruzeiro esteve bem próximo de ficar fora das oitavas de final da Libertadores pela primeira vez em sua história. Após resultados ruins na primeira fase do torneio internacional, a equipe acertou o passo, emplacou vitórias seguidas frente a Universidad de Chile e Real Garcilaso, do Peru, e assegurou o avanço à fase mata-mata. Para o zagueiro Dedé, as falhas apresentadas pela equipe foram provocadas pela falta de atenção e tranquilidade em momentos decisivos das partidas.

"Vontade nunca faltou. Só houve algumas desatenções, que estavam acontecendo nos jogos. No jogo contra o Defensor-URU, lá (no Uruguai), tomamos um gol de bobeira na bola parada. Contra o Defesnor-URU aqui (Belo Horizonte) até jogamos bem o primeiro tempo, fizemos dois gols, mas faltou concentração e organização", afirmou.

Apesar disto, a equipe conseguiu se encontrar e corrigiu os erros. Agora, a expectativa do plantel é que o crescimento apresentado nas últimas partidas se mantenha. Segundo Dedé, isto só será possível com bastante humildade.

"Eu acho que nosso time é muito forte, tem um poder de ataque muito bom, mas só que havia detalhes que precisavam ser melhorados nos últimos jogos. Cansamos menos, pelo fato de estarmos concentrados e bem postados em campo. Foi uma boa vitória contra o Real Garcilaso, mas não pode ter empolgação e é preciso manter a humildade para ir crescendo devagarzinho. Assim nosso time se torna muito difícil de vencer", concluiu. 

Leia tudo sobre: futebol nacionalcruzeiroraposacampeonato mineiroLibertadoresdedé