Responsáveis pela morte de jovem são presos em Contagem

A briga que começou por causa de uma garrafa de cerveja derrubada, terminou com uma morte e duas mulheres baleadas; Polícia Civil prendeu os suspeitos no último dia 3

iG Minas Gerais |

Prisão.  Detidos são suspeitos da morte de um jovem no pré-Carnaval
Polícia Civil/Divulgação
Prisão. Detidos são suspeitos da morte de um jovem no pré-Carnaval

Os responsáveis pela morte de um jovem durante o pré-Carnaval de Contagem foram apresentados na última segunda-feira (7) por meio do Departamento de Investigação de Homicídios e de Proteção à Pessoa. Eles irão responder por homicídio e tentativa de homicídio, já que também atiraram em duas amigas da vítima, uma delas, grávida. O crime aconteceu no dia 9 de fevereiro deste ano no bairro JK, quando Carlos de Carvalho Santos, 26, conhecido como Tim Maia, estava em uma mesa com os amigos. Ao lado deles, em outra mesa, estava o grupo formado pelos suspeitos: Marcos Vinícius Oliveira, 28, o Carão, Guilherme Henrique Patrocínio de Oliveira, 21, o Dentão, Leonardo Luciano Patrocínio Silva, 28, e Douglas Túlio de Jesus Fernandes, 24. Em determinado momento da festa, Carão se levantou da mesa e saiu andando, e acabou esbarrando na mesa da vítima, derrubando, assim, copos e uma garrafa de cerveja. A vítima não estava sentada na mesa nessa hora, e houve uma discussão entre os dois grupos. Carão saiu xingando e fazendo gestos obscenos para os amigos de Carlos. Segundo o delegado Flávio Grossi, quando a vítima voltou para a mesa, perguntou o que tinha acontecido com a cerveja que havia acabado de pedir, e os amigos contaram a ele o ocorrido. Como as mesas estavam lado a lado, Carão ouviu a conversa e foi tirar satisfação. Carlos ainda tentou apaziguar e saiu do local com os amigos, mas nesse momento a briga já estava generalizada. Os suspeitos pegaram um grande bloco de concreto e arremessaram contra a vítima.Depois disso, o amigo do suspeito, Dentão, foi até o carro em que estavam, um Fiat Palio prata, e pegou uma arma. Carlos, que já estava com a cabeça sangrando, foi baleado e morreu. Duas amigas da vítima também foram atingidas. Desde então, os suspeitos não haviam sido presos porque as testemunhas não souberam dizer quem eram eles, já que os quatro eram de Sabará e não de Contagem. No entanto, havia um fotógrafo no evento que tirou foto dos quatro suspeitos. Uma das mulheres baleadas reconheceu o grupo e as fotos do Facebook deles, nas quais em muitas delas eles apareciam juntos, ajudando a confirmar a suspeita. A Polícia Civil divulgou as imagens, e eles foram presos de forma preventiva no último dia 3. Os amigos da vítima que estavam na mesa também serão investigados por causa da briga. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave