Afanásio sonha em ficar famoso ‘como escritor de histórias’

iG Minas Gerais | Pedro Vaz Perez |

Aos poucos Afanásio vai se soltando e acaba por se revelar bom de papo. Escolhe bem as palavras que usa, mesmo com vocabulário limitado. Não concluiu o quarto ano e lamenta não conseguir ler um livro há mais de três anos. “Sempre amei estudar, é sério. E considero muito um bom livro”, conta. “Tenho o sonho de ser famoso como escritor de histórias”.

Ele leva consigo um caderninho no qual faz “anotações ao vento”. Envergonhado, mostra as páginas que guardam poemas, letras de música, desenhos e inscrições que mais parecem fluxos livres de consciência. “Assim fica bom para quem vai ler entender o que estou pensando”.

O problema, segundo a tia Maria da Penha Maximiano, é que nunca termina uma história. “Ele passa a achar que é a realidade e fica com medo do fim, de que o assassino realmente cometa o crime, ou que o inimigo o persiga”. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave