Pecuária garante crescimento do agronegócio em Minas

Agricultura representa maior fatia do PIB, mas destaque fica com outro setor

iG Minas Gerais | da redação |

O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio de Minas Gerais cresceu 4,49% em 2013, em comparação com 2012, e fechou o ano com o valor recorde de R$ 142,56 bilhões. Os dados são de pesquisa encomendada pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa) e Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (Faemg).

O destaque do ano foi a pecuária, que avançou 11,1%, para R$ 68 bilhões, e representou 47,7% do agronegócio em 2013. “A pecuária se recuperou e voltou a crescer, puxada principalmente pelo aumento do preço do leite, dos ovos e das exportações de carnes suína, bovina e de frango, que tiveram demanda consistente ao longo do ano”, explica o superintendente do Instituto Antônio Ernesto de Salvo (INAES) da Faemg, Pierre Vilela. A atividade leiteira registrou a maior alta de faturamento, de 30,7%.

Agricultura. Apesar de ser responsável pela maior parcela do PIB do agronegócio (52,3%), a agricultura registrou queda de 0,94% no ano, em comparação com 2012, devido à deflação de produtos como milho, laranja e, principalmente, café. “Tivemos uma boa produção de café, mas o mercado reagiu de forma inesperada, e os preços caíram por causa da oferta maior que a demanda”, afirma o superintende de política e economia agrícola da Seapa, João Ricardo Albanez. O café representa cerca de 42% do faturamento das lavouras mineiras e recuou cerca de 30% em 2013.

2014. Para este ano, as expectativas em relação ao agronegócio são positivas, segundo Albanez, por vários motivos. Além da recuperação do mercado cafeeiro, que já deu sinais de melhora, as exportações de carne devem crescer para a Rússia e as de óleo de soja, para a China. “Teremos um ano com muitas dificuldades, mas é provável que tenhamos um valor semelhante ou um pouco maior do que o de 2013”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave