Nova BH já prevê mudança das regras de uso e ocupação do solo

iG Minas Gerais | Larissa Arantes |

Teresa e outros moradores da Lagoinha brigaram com a PBH para manter a rodoviária longe da região
FERNANDA CARVALHO / O TEMPO
Teresa e outros moradores da Lagoinha brigaram com a PBH para manter a rodoviária longe da região

A Operação Urbana Consorciada (OUC) Nova BH já prevê a flexibilização das atuais regras de uso e ocupação do solo na região da rodoviária, no centro da cidade. Para a chamada Quadra Central, o coeficiente de aproveitamento será elevado de 1 para 4,8, o que permitiria ampliar a área construída em um mesmo terreno.  

O estacionamento da rodoviária de Belo Horizonte tem 10 mil metros quadrados. Com o coeficiente 1, é possível ter no local um empreendimento de, no máximo, 10 mil metros quadrados de área construída.

Como mostrou O TEMPO , para se ter os 100 mil metros quadrados previstos para o centro administrativo, seria necessário alterar a atual lei. Porém, de acordo com o secretário municipal de Planejamento e Gestão, Vítor Valverde, ainda não é possível saber qual a exata mudança no coeficiente de aproveitamento será preciso fazer. “Depende do projeto que a empresa vai apresentar”, afirmou. A mudança terá que passar pelo crivo da Câmara da capital.

Mas, caso a operação urbana não esteja valendo até lá, será possível fazer uma alteração pontual, apenas para o entorno da rodoviária, o que permitiria a construção do centro administrativo.

“A empresa tem a liberdade de realizar o projeto, de acordo com o edital, e depois a prefeitura encaminharia a proposta de mudança para a Câmara”, detalhou o arquiteto e urbanista integrante do conselho superior do Instituto de Arquitetos do Brasil, Sérgio Myssior. Ainda não há previsão de quando a proposta de flexibilização chegará ao Legislativo. (LA)

Coeficientes

Mudança. A flexibilização dos coeficientes de aproveitamento está prevista também para outras áreas da cidade na Operação Urbana Consorciada Nova BH e não apenas para o entorno da rodoviária.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave