Em jogo fraco, Galo vence Zamora e garante avanço no primeiro lugar

Atlético jogou mal, mas conseguiu a vantagem na fase final da Copa Libertadores da América; equipe alvinegra bateu o Zamora por 1 a 0 com gol de Jô

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

Esportes -  Belo Horizonte, Mg. Atletico BR x Zamora VEN. Atletico MG x Zamora , Arena do Independencia  ,  Jogo valido pela ultima rodada da fase de grupos da libertadores da America  em Belo Horizonte . Fotos: Joao Godinho  / O Tempo - 9.4.14
JOAO GODINHO/ O TEMPO
Esportes - Belo Horizonte, Mg. Atletico BR x Zamora VEN. Atletico MG x Zamora , Arena do Independencia , Jogo valido pela ultima rodada da fase de grupos da libertadores da America em Belo Horizonte . Fotos: Joao Godinho / O Tempo - 9.4.14

Missão cumprida. A vitória por 1 a 0 sobre o Zamora, nesta quinta-feira, no Independência, garantiu o Atlético na liderança do grupo 4 da Libertadores, com dez pontos, elevou a moral do time para o mata-mata da competição sul-americana e aumentou a confiança para a final do Mineiro, no domingo, contra o Cruzeiro.

Além disso, vários jogadores alvinegro deixaram o campo de jogo ainda mais revigorados. Foram os casos dos atacantes Jô, forte candidato a artilheiro do torneio – com o gol sobre os venezuelanos, chegou a quatro no certame –, Guilherme, um monstro na armação de jogadas do time, e Marion, que entrou no segundo tempo para infernizar o oponente e colocar uma dúvida na cabeça de Paulo Autuori.

Já Diego Tardelli precisa utilizar os últimos embates como um aprendizado para repetir as grandes atuações de outrora. Nesta quinta-feira, DT9 prendeu demais a bola e atrapalhou a equipe em vários momentos.

O jogo. Um chute de fora da área no início de jogo foi um falso indício de que o Zamora iria pressionar o Atlético. Na maior parte do primeiro tempo, o Galo se mostrou uma equipe compacta e sem dar brechas ao adversário.

A forte marcação sob pressão do alvinegro induziu o time venezuelano ao erro. Melhor para Guilherme, que aproveitou uma falha do Zamora e deu um passe primoroso para Jô. Dentro da área, o centroavante não titubeou e chutou no canto direito de Angulo para abrir o placar.

O gol deu mais tranquilidade do Atlético. O Galo tocava a bola com tranquilidade, 'cozinhando' o oponente e esperando a o momento propício para atacar. Os donos da casa até enfrentaram algumas dificuldades no fim da primeira etapa, mas souberem conter o ímpeto dos visitantes.

O Atlético iniciou o segundo tempo com uma mudança: Claudinei no lugar de Marcos Rocha, que deixou o campo machucado. A mudança não alterou muito o Galo em termos táticos. A postura do alvinegro foi que mudou.

O time comandado por Paulo Autuori errava muitos passes e via o Zamora crescer na partida. Acuado, o Atlético recorria ao 'zagueiro' Jô para impedir o empate. Depois da saída confusa de Giovanni, a bola iria parar no fundo das redes, se não fosse pelo camisa 7 que salvou o time.

A situação do alvinegro melhorou depois da expulsão de España, que agrediu Leonardo Silva. Foi a deixa para Marion fazer um 'carnaval' na defesa adversária e Guilherme continuar seu show à parte. Dos pés dos dois saíram ótimas jogadas. Azar de Jô e Fernandinho, que não souberam concluir em gol a habilidade de ambos.

Ficha técnica

ATLÉTICO 1 X 0 ZAMORA-VEN

Motivo: 6ª rodada do grupo 4 da Copa Libertadores

Estádio: Arena Independência

Árbitro: Roberto Tobar (CHI)

Cartões Amarelos: Soto, Lopes (Zamora)

Cartão Vermelho: España (Zamora)

Gol: Jô (Atlético)

ATLÉTICO

Giovanni; Marcos Rocha (Claudinei), Leonardo Silva, Otamendi, Alex Silva; Pierre, Leandro Donizete, Guilherme, Diego Tardelli (Marion), Neto Berola (Fernandinho); Jô. Técnico: Paulo Autuori

ZAMORA-VEN

Angulo; España, Lopes, Soto (Zafra), Ovalle; Flores (Arenas), Melo, Murillo (Pierre Pluchino), Ramírez, Clarke; Falcón. Técnico: Noel Sanvicente

Leia tudo sobre: atleticogalofutebolesportelibertadoreszamoraclassificacao