Após classificação, jogadores destacam confiança aumentada na Toca

Grupo celeste viveu momentos de pressão para se classificar e comemora dia tranquilo pós-vitória de quarta

iG Minas Gerais | FREDERICO RIBEIRO |

Everton Ribeiro é um dos grandes nomes da Raposa na atual edição do Campeonato Brasileiro
Washington Alves/VIPCOMM
Everton Ribeiro é um dos grandes nomes da Raposa na atual edição do Campeonato Brasileiro

A tarde desta quinta-feira foi de reapresentação do elenco do Cruzeiro após a vitória diante do Real Garcilaso que garantiu a classificação celeste para as oitavas de final da Libertadores. Antes sob enorme risco de eliminação, os jogadores comemoraram a vaga e a chegada de um ambiente mais leve.

Para Everton Ribeiro, a palavra 'alívio' não foi poupada do discurso. O meia-atacante ainda acrescentou que a pressão para a classificação era grande e que, mesmo com o clima tranquilo, os jogadores já respiram o compromisso diante do Atlético, que vale título mineiro, no próximo domingo.

"A pressão da classificação, agora tem o mata-mata, não dá para relaxar o tempo todo. Descansamos ontem e já temos outro jogo importante. Foi um momento de instabilidade, mas soubemos superar, a gente espera fazer um grande jogo para conseguir um título", disse o armador.

O zagueiro Dedé, que lembrou das 'metralhadas' recebidas por imprensa e torcida nos tropeços da Raposa na Libertadores, também celebrou o bom ar respirado na Toca da Raposa II, diferente das últimas semanas nebulosas.

O defensor, inclusive, destacou um ponto pouco analisado. A vitória diante do Real e que garante o Cruzeiro nas oitavas vai aproximar a torcida da equipe:

"Ficamos muito confiantes, a moral cresce. Isso é muito bom para nós, aqui dentro. O torcedor ganhando confiança também ajuda bastante. Trabalhamos com grupo muito bom, comissão (técnica) que tem seus méritos, diretoria que cumpre com o que propõe para os jogadores. Agora temos a confiança externa e isso vai ajudar bastante".

Leia tudo sobre: cruzeiroclassificaçãolibertadoreseverton ribeirodedépressãofinalmineiro