Mineiro André Sá luta para melhorar promoção de duplistas no tênis

Tenista que já foi campeão no pan de Winnipeg, em 1999, integra o Conselho Geral ATP, presidido por Roger Federer

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI E DÉBORA FERREIRA |

Ouro nas duplas em 1999, André Sá quer dar mais visibilidade à modalidade
William Lucas/inovafoto
Ouro nas duplas em 1999, André Sá quer dar mais visibilidade à modalidade

Com pouca visibilidade em relação aos torneios individuais, os torneios de duplistas têm um representante brasileiro no Conselho Geral ATP (Associação de Tenistas Profissionais) para tentar mudar a situação. André Sá, ouro nas duplas no Pan de 1999, participa das reuniões, presididas por Roger Federer, desde 2012.

“Costumo sim levar sugestões, principalmente na questão de promover mais os duplistas. A ATP ainda faz um trabalho muito abaixo do esperado quanto a promoção dos deles e sempre trago sugestões para melhorar isso”, declara o esportista.

Muitas melhorias ainda são necessárias no cenário internacional do tênis, mas na opinião de Sá, a comunicação entre atletas e diretores é o mais urgente. A exploração de mercados fora da Europa e Estados Unidos, como a América do Sul e a Ásia, também deve ser pensada.

“Em curto prazo, acredito que a melhor comunicação entre os atletas deve ser melhorada. O Conselho está fazendo de tudo para que os atletas estejam mais educados sobre os assuntos que lhes dizem respeito, mas ainda acho que se pode melhorar essa comunicação. A médio prazo creio que a melhor promoção dos jogadores fora do top 10. O esporte precisa ser mais do que só Nadal e Federer. A longo prazo acredito que a ATP tenha que explorar mais mercados como a Ásia (que só se joga três semanas com cinco torneios por la) e a América do Sul, que tem muito mais potencial do que só 1 gira com 5 torneios”, diz o tenista mineiro.

Sobre o trabalho com ex-número 1 do ranking, André destaca o comprometimento do atleta suíço. “O Roger é um cara bem ativo nas reuniões. Ele comparece a todas e teve um papel crucial nas negociações com os Grand Slams quanto ao aumento da premiação e distribuição para os jogadores. Ele usa muito bem seu status para colocar pressão nos torneios quanto às reivindicações dos jogadores”, explica.

Leia tudo sobre: andré sátênisatpconselho geralfederarduplistaspromoção