Mais de 11% dos assassinatos do mundo ocorreram no Brasil, diz ONU

Segundo a pesquisa, dos 437 mil crimes, 50.108 ocorreram no Brasil; mundialmente, cerca de 80% das vítimas de homicídio e 95% dos autores desse crime são homens

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Quase meio milhão de pessoas (437 mil) em todo o mundo perderam a vida em 2012 como resultado de homicídio doloso, de acordo com um novo estudo realizado pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC).

Segundo o estudo, deste total, 50.108 dos crimes ocorreram no Brasil, o que deixa o país responsável por 11% do total de assassinatos em todo o mundo.

No lançamento do Estudo Global sobre Homicídios 2013 realizado nesta quinta-feira (10) em Londres, Jean-Luc Lemahieu, Diretor de Análise de Políticas e Assuntos Públicos, disse: "Muitas vidas estão sendo tragicamente interrompidas, muitas famílias e comunidades estão sendo destruídas. Há uma necessidade urgente de entender como o crime violento está afligindo os países em todo o mundo, afetando particularmente os homens jovens, mas também causando grandes danos às mulheres".

Mundialmente, cerca de 80% das vítimas de homicídio e 95% dos autores desse crime são homens. Quase 15% de todos os homicídios resultam de violência doméstica (63,6 mil). No entanto, a esmagadora maioria - quase 70% - de vítimas mortais de violência doméstica são mulheres (43,6 mil). "A casa pode ser o lugar mais perigoso para a mulher", disse Lemahieu. "É de partir o coração quando aqueles que deveriam estar protegendo seus entes queridos são as pessoas responsáveis por seu assassinato".

Mais da metade das vítimas de homicídios têm menos de 30 anos de idade, com crianças menores de 15 anos de idade representando pouco mais de 8% de todos os homicídios (36 mil), o estudo destacou.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave