Festival em BH quer atrair a atenção de jovens para o beisebol

Com chancela da Major League Baseball, principal liga norte-americana, evento no Barreiro quer ser um marco para a modalidade na capital mineira

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

Evento visa à atração de jovens para a prática de beisebol
Landon Wright/Divulgação
Evento visa à atração de jovens para a prática de beisebol

Apesar de estar presente no país desde o fim do século 19, o beisebol ainda está longe de ser um esporte que ocupa o imaginário da população brasileira. No entanto, o recente sucesso de atletas brasileiros e também da seleção nacional em torneios mundiais têm proporcionado um campo bastante fértil para o desenvolvimento do esporte. Para acelerar este crescimento em popularidade, amantes da modalidade vêm se alinhando nos bastidores em busca de iniciativas, parcerias e eventos que exponham o beisebol à sociedade.

Uma das provas deste esforço é o Beisebol Festival, evento que será realizado a partir desta sexta-feira na Escola Municipal Pólo de Educação Integrada (Point Barreiro), localizada na Praça Modestino Sales Barbosa, no Bairro Flávio Marques Lisboa. Realizado pela Associação Mineira de Cultura Nipo-Brasileira e idealizado pelo BH Capitals, equipe de beisebol e softbol da capital mineira, o evento ainda conta com a chancela da Major League Baseball (MLB) - principal liga da modalidade, além do apoio da Confederação Brasileira de Beisebol e Softbol.

De sexta a domingo, os participantes do Beisebol Festival terão a oportunidade de se aprofundar no esporte com workshops, atividades lúdicas e oficinas. E claro, tem espaço para todos, desde os que já são craques na modalidade até os que vão ter seu primeiro contato com um taco e uma luva. O principal alvo dos organizadores do evento é o público infantil, uma das táticas para fazer crescer uma geração de jovens fãs do beisebol. Em entrevista ao O TEMPO, a coordenadora técnica do BH Capitals e uma das responsáveis pelo evento, Emi Kyouho, destacou sua empolgação com o projeto e a possibilidade da iniciativa se transformar em um marco para o beisebol na capital mineira.

"O que temos em mente é divulgar este esporte. Temos duas equipes de beisebol em BH e ambas são muito engajadas. Sabemos que Minas não possui muita tradição na modalidade, bem diferente de outros estados como São Paulo e Paraná, mas acreditamos que este quadro pode mudar. O beisebol é um esporte democrático, que tem espaço para todos", afirma Emi, que por meio de um projeto social na Creche São Judas Tadeu, no bairro Jardim Canadá, possui uma equipe de jovens de até 15 anos.

"Logo, a prefeitura vai implantar o projeto do beisebol em suas atividades curriculares. O esporte vai estar na grade de educação física, assim como o futebol, vôlei e basquete. Inicialmente, isso vai acontecer lá no Point Barreiro, onde tem o projeto Segundo Tempo. Ou seja, as crianças saem de suas escolas para terem outras atividades extracurriculares. O evento vai funcionar para ser esse 'start' do beisebol na cidade", completou Emi.

Luta por um campo

Apesar de já contar com mais de 30 mil praticantes espalhados pelo Brasil, o beisebol em BH não possui sequer um espaço adequado para a realização de jogos. Além de cultivar a preferência pelo esporte entre as crianças, o Beisebol Festival também tem outro intuito - o sonho da construção de um campo próprio para a modalidade em BH. Para Emi Kyouho a conclusão deste objetivo está bem próximo.

"A luta pela quais passamos, estamos sanando. Já temos os equipamentos, mas nós merecemos este campo. Já fomos mandados embora diversas vezes de outros locais, porque claro a preferência é do futebol, mas já é hora de BH ter um local específico para o beisebol. Ipatinga já tem dois campos, Uberlândia tem um, São Gotardo tem dois, acredito que a capital de Minas Gerais tem condições de ter pelo menos um. Agora estamos engajados nisto e eu tenho certeza que este Festival será um marco para conquistarmos este objetivo", concluiu.

Inscrição

Inscrição para as palestras de sexta-feira (12.04) por meio do e-mail inscricao@casalechi.com devido a quantidade limitada de vagas.

No sábado e domingo (13 e 14/4) haverá atividades para todas as idades em vários espaços e a entrada é liberada.

A entrada é franca para todos os dias do evento.

PROGRAMAÇÃO

- 11/04/2014 – EVENTO RESTRITO – Workshop, Oficinas e Jogos: Workshop sobre o esporte em BH, MG, Brasil e no Mundo. Oficinas e jogos para crianças do Poeint Barreiro e do Projeto Segundo Tempo – PBH.

- 12/04/2014 – EVENTO ABERTO AO PÚBLICO – Abertura oficial, Workshop, Torneio de Beisebol, Cinema e Recreação: Abertura oficial do evento com apresentação de Taiko (percussão japonesa) e presença de autoridades estaduais e municipais. Workshop sobre regras, técnicas e treinamentos para representantes das secretárias municipais de esporte de MG. Torneio de confraternização de softbol com a participação de 06 times, sendo 04 do interior do estado. Filmes e atividades recreativas ligadas ao esporte para crianças da comunidade.

- Área livre----Com atrações infláveis para as crianças se divertirem e conhecerem o Beisebol - Batting Cage (área de rebatida) - Steal Home RunnigEvent (cronometra a corrida a base do ponto) - PitchingMound 1 (acertar o alvo com o arremesso) - PitchingMound 2 (verificar a velocidade do arremesso) - Festival Ball Park (mini campo de beisebol)

- 13/04/2014 – EVENTO ABERTO AO PÚBLICO – Jogos e Encerramento: Jogo entre equipes do beisebol infantil, torneio de confraternização de softbol e encerramento do evento com apresentação de Taiko (percussão japonesa) e presença de autoridades estaduais e municipais.

Leia tudo sobre: bhbelo hroizontefestivalbaseballbeisebolbarreiro