Suspeito de atropelar casal e matar idoso não era habilitado

Jovem, de 19 anos, se apresentou à polícia na manhã desta quinta-feira; ele foi ouvido e liberado

iG Minas Gerais | Bruna Carmona |

O homem suspeito de atropelar um casal de idosos e matar um deles no bairro Luxemburgo, na última quinta-feira (3), se apresentou espontaneamente na Delegacia Especializada de Acidentes de Veículos de Belo Horizonte na manhã desta quinta-feira (10). Pablo Alan Ramos da Cruz, de 19 anos, não possui carteira de habilitação e confessou estar conduzindo a motocicleta que atropelou as vítimas. Ele foi ouvido e liberado, já que não houve flagrante. A Polícia Civil continua investigando o caso.

De acordo com a corporação, o suspeito informou que transitava pela avenida Raja Gabaglia, onde o acidente aconteceu, quando passou por um sinal que ainda estava amarelo. Ele afirmou que não conseguiu frear ao ver o casal, que já havia iniciado a travessia da avenida. O jovem disse, ainda, que fugiu do local com medo de ser linchado.

Cruz confirmou a versão contada por Vagner de Jesus Ferreira, de 21 anos, que estava na garupa da motocicleta. Ferreira é filho da proprietária do veículo e a polícia chegou até ele por meio da placa, que foi anotada por testemunhas. Ele também foi ouvido e liberado.

O inquérito que apura o caso deve terminar com indiciamento por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.  

Relembre o caso

O acidente aconteceu na quinta-feira (3), próximo ao número 1.751 da avenida Raja Gabaglia. Sebastião Pereira Leite, de 79 anos, e Zenilda da Silva Leite, de 69, estavam atravessando na faixa de pedestres quando, segundo testemunhas, o motociclista, que estava em uma Honda CB 300 de cor vermelha, placa OQO 8349, avançou o sinal vermelho e atingiu o casal.

O aposentado morreu na hora. Já a dona de casa teve uma fratura na perna, traumatismo craniano leve e um ferimento no braço. Ela foi socorrida e encaminhada ao Hospital de Pronto-Socorro João XIII.

Leia tudo sobre: atropelamentoluxemburgosuspeitoapresentadelegacia