Policiais fazem passeata antes de entrar em audiência sobre segurança

O objetivo é fazer pressão na reunião para que as reivindicações, como reajuste salarial e reestruturação de carreira, sejam debatidas

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Policiais federais participaram de audiência sobre a segurança pública no país
DIVULGAÇÃO/ PF
Policiais federais participaram de audiência sobre a segurança pública no país

Cerca de 80 policiais federais, entre agentes, escrivães e papiloscopistas, realizaram uma passeata na manhã desta quinta-feira (10) pela avenida Raja Gabaglia, entre a Superintendência da Polícia Federal e a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), com o objetivo de acompanhar a audiência para debater a segurança pública no país.

Segundo o Sindicato dos Policiais Federais de Minas Gerais (Sinpef-MG), os policiais participaram da audiência, que começou pouco depois de 9h, após a passeata. No trajeto eles levavam cartazes pedindo por uma resposta do governo federal e um elefante branco, simbolizando os 96% de ineficiência em relação aos inquéritos. Eles estavam usando camisas prestas com os dizeres “crise na PF”.

A pressão na audiência é para que uma medida seja tomada em relação ao sucateamento da categoria e o reajuste salarial, que não é feito há alguns anos, segundo os policiais. Além disso, a categoria pleiteia por uma reestruturação de carreira.

A reunião, realizada pela Comissão de Segurança Pública da ALMG e requerida pelo deputado Sargento Rodrigues (PDT), também aborda as reivindicações da PF. Segundo Rodrigues, a sensação de insegurança acontece em todo o país. “O modelo de segurança pública adotado no Brasil não se apresenta, na maioria das vezes, eficiente diante da evolução da criminalidade, o que tem gerado insatisfações em cidadãos e também em policiais federais”, ressaltou. O deputado concorda que, entre as razões da desmotivação do órgão federal estaria a falta de “mudanças estruturais” na segurança pública do país.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave