Doença atinge seis milhões de animais

iG Minas Gerais | Roni Caryn Rabin |

NOVA YORK. A cada ano, cerca de seis milhões de cães e um número similar de gatos desenvolvem câncer, incluindo linfomas não Hodgkin, câncer de pulmão, de próstata, na cabeça e no pescoço, bem como sarcomas de tecidos moles, osteosarcomas, além de carcinomas mamários.  

Esses cânceres que ocorrem de forma espontânea possuem uma diversidade de células que se aproxima mais da doença nos seres humanos do que, por exemplo, um câncer cultivado a partir de uma única célula em um rato, afirmou Khanna.

“Se conseguirmos encontrar um punhado de mudanças no comportamento de genes ou de suas ligações de forma a termos certeza de que eles estão envolvidos na progressão do câncer, então podemos analisar o câncer em seres humanos e ver qual é o papel desse conjunto de genes lá”, afirmou Olga Troyanskaya, colaboradora do estudo. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave