Captação de água é preocupação

iG Minas Gerais | Ana Paula Pedrosa |


Empreendimento foi discutido ontem na Comissão de Meio Ambiente
Pollyanna Maliniak / ALMG
Empreendimento foi discutido ontem na Comissão de Meio Ambiente

A captação de água no Norte de Minas para a implantação do projeto Vale do Rio Pardo é a principal preocupação das autoridades e da população local, já que o recurso é escasso na região. De acordo com o diretor de relações institucionais da SAM, Geraldo Magela Gomes, a empresa já tem outorga da Agência Nacional de Águas para captar 6.200 m³ por hora de água na represa de Irapé. O volume corresponde a cerca de 14% do potencial outorgável da represa.  

A intenção, porém, é construir uma barragem no rio Vacarias para fazer a captação. Essa barragem ainda disponibilizaria cerca de 4.000 m³ por hora para projetos de irrigação. O projeto ainda está em fase de licenciamento.

O deputado Rogério Correia, que convocou a audiência pública, disse que a população das cidades atingidas está “apavorada” com a chegada do empreendimento. “Os moradores não aceitam a tese de que a empresa vai trazer o desenvolvimento”, afirma.

“O Norte de Minas não tem água suficiente para esse tipo de empreendimento. A situação é muito preocupante”, disse o representante da Comissão Pastoral da Terra, Alexandre Gonçalves.

O promotor do Ministério Público de Minas Gerais, Carlos Eduardo Ferreira Pinto, afirmou que todos os projetos de mineroduto no Estado deveriam ser analisados em conjunto, porque os efeitos para o meio ambiente são cumulativos. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave