Servidores municipais rejeitam reajuste e entram em estado de greve

Categoria rejeitou a proposta apresentada pela prefeitura; nova assembleia será realizada no dia 6 de maio

iG Minas Gerais | Da redação |

Em assembleia geral realizada na tarde desta quarta-feira (9), servidores públicos municipais de Belo Horizonte rejeitaram a proposta de reajuste de 5,56% nos salários e R$ 1 a mais no vale-alimentação, feita pela prefeitura. A categoria aprovou o estado de greve e vai realizar um nova assembleia no dia 6 de maio, com paralisação e indicativo de greve.

Os servidores decidiram manter a reivindicação inicial de 15% de reajuste salarial e aumento do vale-refeição de R$ 17 para R$ 28, com retroativo a janeiro de 2013.

Protesto

No fim da manhã, servidores da saúde e da educação fizeram duas manifestações em Belo Horizonte. Ao todo, cerca de 700 pessoas protestam, por melhorias salariais e de trabalho.

O grupo saiu da praça com destino à porta da Prefeitura de Belo Horizonte, na avenida Afonso Pena, onde se juntaram aos servidores da saúde, que se concentraram na avenida Alfredo Balena, na área hospitalar. A categoria reivindica redução na jornada de trabalho, aumento salarial e plano de carreira.

Leia tudo sobre: prefeituraservidoresgrevereajusterejeitam