Arouca promete Santos com postura diferente na final

Volante reconheceu que o time esteve abaixo do seu nível no último jogo e declarou que todos estão "mordidos"

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Arouca garante Santos diferente contra o Ituano
REPRODUÇÃO/SANTOS
Arouca garante Santos diferente contra o Ituano

O volante Arouca prometeu que o Santos vai enfrentar o Ituano na finalíssima do Campeonato Paulista, no próximo domingo, no Pacaembu, com uma postura bem diferente da primeira partida, quando perdeu por 1 a 0. Reconhecendo que o time esteve abaixo do seu nível no último fim de semana, ele declarou que todos no time estão "mordidos" com a situação adversa.

"O coletivo do Santos não foi legal nessa partida. Sabemos que a postura tem que ser diferente. Temos que falar dos méritos do Ituano, que soube aproveitar as oportunidades e vencer. A equipe está mordida com isso", disse Arouca, que depois avaliou os erros cometidos no último domingo e destacou que o time merece ser campeão estadual após fazer a melhor campanha da competição.

"Tivemos dificuldade porque a equipe nos envolveu. Não estávamos numa tarde boa, no geral tivemos pouca agressividade lá no ataque. Isso acabou nos complicando. A equipe sentiu um pouco o gol. É difícil furar a defesa do Ituano. Tenho certeza que a postura vai ser totalmente diferente, porque não tem o terceiro jogo. É tudo ou nada. A campanha que fizemos no campeonato nós merecemos esse título", afirmou.

Além mudar a postura, o Santos também poderá ter novidades na escalação contra o Ituano, pois nesta quarta-feira o técnico Oswaldo de Oliveira testou o volante Alison no lugar do atacante Gabriel, em uma tentativa de dar mais segurança defensiva ao time.

"O professor treinou agora nessa parte da manhã com o Alison, mas em nenhum momento falou que será em definitiva essa alteração. O Cícero fica um pouco mais à frente. Vamos ver durante a semana se vai ser isso mesmo ou se vai alterar", comentou Arouca.

A troca também poderá dar mais liberdade a Arouca. Mas o volante evitou comentar se Oswaldo determinou que ele chegue mais ao ataque na final de domingo. "Depende da partida, se eu ver que vai ter essa oportunidade eu vou chegar, mas sempre com o objetivo de ajudar a equipe, sempre na marcação, sempre em prol da equipe", disse.

Apesar de destacar que o Santos precisa ter postura mais agressiva, Arouca também apontou a necessidade do Santos atacar com inteligência para não ser surpreendido pelo Ituano no domingo. "A gente tem que jogar com inteligência. A gente não pode atacar e deixar a zaga exposta, mas também não podemos ficar atrás pra não fazer o gol. O Santos sempre jogou assim. Em nenhum momento jogamos pelo empate. Agora não vai ser diferente" explicou.

O Santos também espera contar com boas atuações de alguns dos seus principais jogadores, como o atacante Geuvânio, que não brilhou no último domingo. Arouca revelou ter conversado com o companheiro sobre a importância de conquistar um título.

"Falei que era para aproveitar esse momento porque é momento único, não se sabe quando vai disputar outra final de campeonato ainda mais se tratando de Campeonato Paulista. E ele está tendo essa oportunidade, então tem que aproveitar o máximo, deixar tudo lá dentro. Não pode deixar para outra partida, porque tem que entrar para a história. E para entrar na história só com o título mesmo", concluiu Arouca.

Leia tudo sobre: futebolesportearoucasantosituanofinalcampeonato paulistapaulistao