Três envolvidos no furto de armas de quartel da PM são presos

A mulher de um suspeito e um amigo dele, além de outra mulher, foram detidos nesta quarta-feira por terem envolvimento com o furto ocorrido no dia anterior, quando o quartel da cidade foi invadido

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Três pessoas envolvidas no roubo de armas de um quartel da Polícia Militar (PM) em Urucuia, no Norte do Estado, foram presas nesta quarta-feira (9). Desde a madrugada dessa terça (8), a PM procurava pelos suspeitos. Eles desligaram a chave do disjuntor do sistema de energia para desativar a cerca elétrica, pularam o muro do quartel e entraram pelo telhado, que dá acesso direto à sala onde o material estava armazenado.

Na ocasião foram roubados um fuzil, uma pistola de calibre 40, dois revólveres, munição e coletes à prova de balas. Segundo a Polícia Civil, não há militares no local no período da noite e por isso a ação não foi flagrada.

Uma denúncia anônima levou a polícia até uma mulher de 35 anos que estaria levando uma bateria de celular para um homem de 38, apontado como um dos autores do furto. Ela foi abordada em uma estrada perto de Urucuia, quando estava conversando com o homem. Ao ver a polícia, o suspeito fugiu, se escondendo em um matagal.

A mulher falou que ele é o seu marido e estava fugindo da PM desde a manhã do dia do roubo, o que levanta ainda mais as suspeitas de sua participação no crime. Na cada da mulher foi encontrada uma sacola com um revóver e muitas drogas. Ela ainda disse que o marido havia entregado uma espingarda de calibre 44 e um revólver de calibre 38 a um homem conhecido como “Guinha”, morador do Riachinho.

A informação fez outra equipe da PM se deslocar até a casa de Guinha, que foi preso. Além dele, a mulher do suspeito e outra envolvida no roubo de armas foram detidos pela polícia. As três armas que foram apreendidas com eles não pertencem a carga roubada de armas da PM.

A Polícia Civil continua investigando o caso. 

Material roubado

Do quartel da PM foram furtados um fuzil de calibre 5,56 mm com cerca de 50 cartuchos de munição do mesmo calibre, uma espingarda CBC de calibre 12 sem o ferrolho, uma pistola Taurus de calibre 40 com aproximadamente 45 cartuchos de munição calibre 40, dois revólveres calibre 38 com 12 cartuchos do mesmo calibre que eram particulares, e dois coletes balísticos.

Mais um caso

Em março deste ano, a Central Integrada de Escoltas de Ribeirão das Neves, que fica próxima ao Presídio Antônio Dutra Ladeira, na região metropolitana de Belo Horizonte, também teve armas roubadas durante a madrugada. Nove agentes que estavam na unidade foram dopados pelos criminosos.

Pelo menos 45 armas foram levadas, sendo 39 pistolas e 6 submetralhadoras, além de 1.344 balas de calibre .40 por criminosos, segundo o comando do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate). Ainda não se sabe quantas pessoas estão envolvidas no roubo e como eles conseguiram entrar no local que conta com agentes penitenciários.

A Polícia Civil montou uma força tarefa para solucionar o caso.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave