Promessa é de fim das obras até junho

iG Minas Gerais |

A Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) informou que os abrigos devem ficar prontos em até dois meses. Em nota, a instituição justificou que o atraso ocorreu por conta de burocracia, uma vez que os aparelhos estão instalados no Parque Estadual da Lapa Grande. “Por estar em área de restrição ambiental, a obra exigiu o cumprimento de legislação específica para o licenciamento e cessão do referido espaço. Homologada a licença ambiental por parte dos organismos competentes, coube a realização do processo licitatório para a obra”, diz a nota. A universidade ressaltou ainda que, após abertura de licitação, em duas oportunidades não houve empresa interessada. Esse seria mais um motivo para o atraso. Eles não se posicionaram, no entanto, sobre um dos sismógrafos ainda não instalado. Funcionamento. O texto da Unimontes ainda ressalta que o processo de implantação das estações “não compromete a leitura dos dados e envio periódico de informações coletadas dos sismógrafos”. (JC)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave