Parlamentar e Youssef são réus no mesmo caso

iG Minas Gerais |

Brasília. O deputado André Vargas (PT-PR) e o doleiro Alberto Youssef, pivô do pedido de afastamento do parlamentar da Câmara dos Deputados nesta semana, são réus num mesmo escândalo de corrupção.

O chamado caso Ama/Comurb é o maior escândalo de corrupção de Londrina, base política de Vargas. No fim da década de 1990, ao menos R$ 14 milhões, em valores da época, teriam sido desviados em licitações fraudulentas. Em uma das fatias desviadas, em 1998, dos R$ 141 mil que saíram dos cofres municipais, R$ 120 mil acabaram com Youssef, e R$ 10 mil, com Vargas, segundo o Ministério Público do Paraná.

À época, Vargas coordenava campanhas do partido, como a de Paulo Bernardo (atual ministro das Comunicações) à Câmara dos Deputados. A Promotoria suspeita de que o dinheiro tenha abastecido essas campanhas. Já Youssef teria “lavado” o dinheiro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave