Com garantias de negócio, Galo se reúne com três frentes por Anelka

Irmão do jogador, intermediário brasileiro e empresário do futebol nacional estiveram com diretoria do Atlético para concretizar vinda do francês

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA/FREDERICO RIBEIRO |

Último time de Anelka foi o inglês West Bromwich
Reprodução/Facebook
Último time de Anelka foi o inglês West Bromwich
Aguardado com ansiedade em Belo Horizonte, pelo lado alvinegro da cidade, o atacante Anelka segue sem previsão de desembarcar na Cidade do Galo. Porém, para os que acham que o Atlético faria um erro grande de anunciar o jogador e ele não vir, Eduardo Maluf garantiu que o francês vem.   Na última segunda-feira, o diretor de futebol do Atlético esteve reunido com três frentes importantes nesta transferência que impactou a mídia especializada de todo o mundo. O irmão do jogador está no Brasil desde segunda-feira.    Claude Anelka foi acompanhado por dois empresários não identificados pelo diretor atleticano, sendo que um deles faz o papel de intermediário (pessoa autorizada a falar em nome de Anelka pelo seu irmão e pelo empresário do francês, Doug Pingisi), além de um agente do futebol brasileiro, que não necessariamente tem relação com o jogador ou os seus representantes.    Maluf preferiu não revelar os nomes envolvidos na negociação. Porém, o empresário Robson Lima, que falou sobre a negociação entre Anelka e Atlético como representante do jogador de 25 anos, não conhece Doug Pingisi, o agente do centroavente. Muito menos Doug conhece Lima. "Não conheço nenhum Lima, desculpa", disse Doug, através de email de sua empresa, a SMC (Sport Management Conseil). Questionado sobre sua relação com Pingisi, Robson Lima afirmou, por telefone, antes de encerrar a ligação: "Doug? Que Doug? (Empresário do Anelka na França) Tá ok, tá ok..." 

Leia tudo sobre: anelkamalufatleticogaloeduardo malufcontratacao