Mineirinho terá capacidade para 14.000 torcedores na decisão

Sada Cruzeiro, que terá boa parte dos torcedores a seu favor, esperava maior número de ingressos disponibilizados para o jogo de domingo

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

undefined

Ao contrário de anos atrás, quando foi palco de alguns dos maiores públicos do mundo em eventos esportivos, o Mineirinho terá capacidade para apenas 14.353  torcedores na final da Superliga masculina, entre Sada Cruzeiro e Sesi-SP. O jogo acontece no domingo, a partir das 10h.

A expectativa era de um público de aproximadamente 18.000. No entanto, laudo do Corpo de Bombeiros determina que o número de restringe aos cerca de 14.000.

"A cada ano, são feitas adequações para que as normas atuais sofram adaptações. Com isso, a capacidade normalmente é diminuída por tudo que é necessário fazer. Isso é feito pensando na segurança e no conforto do público. Esse laudo foi emitido há cerca de oito anos", comenta Ricardo Raso, superintendente de Gestão de Estruturas Esportivas de Minas Gerais.

Ele lembra que a arquibancada do Mineirinho já teve capacidade para 16.000 pessoas, mas alterações forçaram a diminuição da capacidade. "Alguns motivos forçaram isso, como instalação de cabine de TV e tribuna para deficiente físico. A capacidade, então, foi sofrendo algumas baixas", relata Raso.

Nos últimos dias, Raso enviou à CBV o projeto do ginásio, com as especificações para o evento do próximo domingo. Neste laudo, consta limite para aproximadamente 14.000 pessoas, que devem encher as arquibancadas do ginásio para ver a decisão do maior torneio do país.

Jogando em casa por ter feito a melhor campanha ao final da fase de classificação, o Sada Cruzeiro não gostou nada da notícia. "A capacidade era bem maior e agora resolveram 'encolhê-lo' com essa redução. Não esperávamos por isso", lamenta o supervisor Luís Carlos Sales.

Últimos ajustes

Na manhã desta terça-feira, Mendes esteve no Mineirinho para acompanhar as mudanças que estão sendo feitas no ginásio. "O ginásio precisa ser totalmente envelopado para evitar incidência de raios solares e iluminação. O piso é de cimento e necessita de duas camadas de um outro tipo de piso, além de um elemento adicional de borracha. É algo que precisa de um acompanhamento técnico", relata.

Outras mudanças a serem realizadas são a instalação de um carpete na área de fora da quadra, além de toda a identidade visual que remete aos 20 anos da Superliga, como banners e cartazes. Outro detalhe é a limpeza total do ginásio, que deve ter todos os 14 mil lugares preenchidos para a decisão.

Divisão de ingressos

Por ter o mando de quadra da final, a CBV destina apenas 10% da capacidade dos ingressos, ou seja, cerca de 1.400 bilhetes, para cada um dos times. O Sesi-SP, no entanto, fez uma compra extra de mais 2.000 ingressos e deve ter cerca de 3.400 torcedores no ginásio.

Todos os ingressos restantes são destinados á torcedores comuns. Por jogar em casa, a previsão é que o Sada Cruzeiro tenha a grande maioria de sua torcida no jogo que vale o título da Superliga.

Grandes públicos no Mineirinho

Oitavas de final do Mundial Feminino de vôlei, 1994 - 26.500 Final da Liga Mundial de 1995 - Brasil x Itália - 26.500 Final da Superliga 2001/2002 - Minas x Banespa - 24.082 Final da Liga Nacional de futsal de 1999 - Atlético Pax de Minas 5 x 4 Rio Miécimo - 24.082 (recorde mundial de público em jogos de futsal) UFC 147, em 2012 - 16.643