Empresário escocês é morto a tiros durante tentativa de assalto

Scot Peter Campsie trabalhava em uma empresa petrolífera e voltava para Macaé depois de uma reunião; jornais britânicos questionam segurança da Copa

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Um empresários escocês foi morto a tiros na última quinta-feira (2), durante uma tentativa de assalto na Rodovia BR-101. Scot Peter Campsie, de 48 anos, voltava de Nitéroi para Macaé, onde morava, depois de participar de uma reunião de negócios. Ele era executivo de uma grande empresa do ramo petrolífero e morava no Brasil há 16 anos. O crime ocorreu perto da cidade de São Gonçalo. 

Jornais internacionais repercutiram o acontecimento lembrando a invasão do Complexo da Maré por tropas militares e a Copa do Mundo, que começa em pouco mais de dois meses. O "The Independent", da Inglaterra, divulgou um comunicado de familiares. 

"Scot era um homem que amava a vida e e trouxe tanta alegria e riso para aqueles ao seu redor. Ele era um amigo leal e pai, irmão e filho que se importava profundamente com todos. Ele foi morto de forma tão cruel", escreveram.

O empresário era casado e deixa uma filha de dez anos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave