Microsoft decreta, nesta terça-feira, 'morte' do Windows XP

Atualizações automáticas, que ajudam a proteger computadores, deixarão de existir para esse sistema; assim, ele segue funcionando, mas ficará mais vulnerável

iG Minas Gerais | Da Redação |

Atualizações para o Windows XP foram ofertadas durante 12 anos
Microsoft/Reprodução
Atualizações para o Windows XP foram ofertadas durante 12 anos

A Microsoft decreta nesta terça-feira (8) a morte do Windows XP. Isso significa que as atualizações automáticas, que ajudam a proteger os computadores, deixarão de existir para esse sistema operacional. De acordo com a Microsoft, sem elas, o computador continuará funcionando, “mas poderá ficar vulnerável a vírus e a riscos de segurança”. Considerado um sistema operacional de fácil utilização, o Windows XP recebeu suporte da companhia durante 12 anos. No entanto, para a empresa de Bill Gates, criadora do programa que “deu vida” a vários computadores mundo afora, está na hora de investir recursos no suporte a tecnologias mais recentes, para continuar oferecendo novas experiências aos usuários.

A Microsoft também avisou que, após esta data, não oferecerá mais o Microsoft Security Essentials para download no Windows XP, que é usado contra vírus, spyware e outros softwares mal-intencionados . Se o Microsoft Security Essentials já estiver instalado, o usuário continuará a receber atualizações de assinaturas contra pragas eletrônicas por tempo limitado, o que constitui risco para os usuários.

Na avaliação da empresa, outro problema para quem tem Windows XP no computador, é que os fabricantes de programas e de peças passarão a otimizar seus produtos para versões mais recentes de sistemas operacionais, trazendo dificuldade para quem permanecer com o antigo. Depois do Windows XP, a Microsoft liberou o Windows 7 e, mais recentemente, o Windows 8.1. Fazer a atualização do XP para o Windows 8 dói no bolso. É preciso ter pelo menos R$ 359, segundo informa o site da Microsoft. Muitas máquinas antigas, no entanto, não conseguirão rodar no novo sistema. Para saber para qual sistema migrar basta executar o assistente de atualização liberado pela empresa.

De acordo com a russa Kaspersky, uma das maiores e mais conhecidas empresas de solução de segurança, no Brasil, dados obtidos até o mês passado indicam que 10,88% dos usuários continuam com o Windows XP e, entre eles, 8,47% ainda têm instalado o Service Pack 2 (pacote de atualização).

Agência Brasil

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave