CBV irá homenagear personalidades do vôlei durante as finais

Técnicos, jogadores, times e até federações estão na lista de referências da modalidade que serão agraciadas

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Líbero Arlene é uma das poucas jogadoras que disputou todas as edições de Superliga
ALEXANDRE ARRUDA - CBV
Líbero Arlene é uma das poucas jogadoras que disputou todas as edições de Superliga

Importantes personagens do vôlei brasileiro serão homenageados durante as finais da Superliga masculina e feminina, marcadas para acontecerem no próximo domingo e no dia 27 de abril, respectivamente. Enquanto a decisão dos homens acontecerá no ginásio do Mineirinho, a das mulheres ainda não tem local definido pelo fato das semifinais estarem em andamento.

Receberão o reconhecimento no domingo o levantador Rafael, do Kappesberg-Canoas-SP, os técnicos Marcelo Fronckowiak, Carlos Weber e Giovane Gávio. Este último ainda não confirmou presença. Além deles, os times Brasil Kirin e Vivo-Minas também serão homenageados por terem participado de todas as edições da Superliga masculina.

Rafael tem longa carreira no vôlei nacional e é um dos poucos jogadores que disputaram todas as 20 edições da Superliga. Ao todo, foram sete times e 173 pontos. Seu melhor momento foi no Minas Tênis Clube, quando conseguiu ser campeão da Superliga.

Fronckowiak possui títulos como técnico e jogador. Sua carreira de atleta foi recompensada com dois campeonatos pela Ulbra, nas temporadas 1997/1998 e 1998/1999 e como treinador do mesmo time em 2002/2003. No ano passado, ele comandou o RJ Vôlei no título da Superliga, dentro do Maracanãzinho.

O argentino Weber, que está fora do Brasil, não deve marcar presença, mas será lembrado pela contribuição ao vôlei nacional. Atualmente na Rússia, ele se destacou como levantador da Ulbra, ao lado de Fronckowiak, além do título da temporada 2003/2004 pela Unisul, como treinador.

Mineiro de Juiz de Fora, Giovane Gávio é outra referência do vôlei nacional. Como jogador, ele foi campeão pelo Report-Suzano-SP na temporada 1996/1997, além

de ter levado o Sesi-SP ao seu único título nacional na temporada 2010/2011, quando o time paulista bateu o Sada Cruzeiro dentro do Mineirinho.

As federações mineira e paulista também serão agraciadas pela contribuição que deram aos dois times já citados pelas seguidas participações na Superliga.

No dia da data da Superliga feminina, as homenagens serão para a líbero Arlene, do Decisão Engenharia-Minas, outra que também tem longa estrada no vôlei, participando de todas as edições do torneio. Além dela, serão homenageados os times do Minas Tênis Clube, Molico-Nestlé e Pinheiros por terem marcado presença nos 20 anos da Superliga.