"Cristiano Ronaldo é como Dadá Maravilha", diz Pelé

Em evento nesta segunda-feira, o Rei fez comparação do melhor do mundo com o ex-atacante atleticano; ele ainda disse que acidente no Itaquerão foi "normal"

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

SP - PELÉ/DIAMANTES - ESPORTES - O ex-jogador de futebol Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, participa de evento da joalheria Brilho Infinito no hotel Tivoli, na região da Avenida Paulista, em São Paulo, nesta segunda-feira (07). A Brilho Infinito é a primeira empresa da América Latina a utilizar a tecnologia HPHT (Alta Pressão e Alta Temperatura, sigla em inglês) para a produção de diamantes a partir do fio capilar. Serão vendidos 1283 diamantes criados a partir de mechas dos cabelos de Pelé, simbolizando o número de gols marcados durante sua carreira profissional. 07/04/2014 - Foto: NILTON FUKUDA/ESTADÃO CONTEÚDO
SP - PELÉ/DIAMANTES - ESPORTES - O ex-jogador de futebol Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, participa de evento da joalheria Brilho Infinito no hotel Tivoli, na região da Avenida Paulista, em São Paulo, nesta segunda-feira (07). A Brilho Infinito é a primeira empresa da América Latina a utilizar a tecnologia HPHT (Alta Pressão e Alta Temperatura, sigla em inglês) para a produção de diamantes a partir do fio capilar. Serão vendidos 1283 diamantes criados a partir de mechas dos cabelos de Pelé, simbolizando o número de gols marcados durante sua carreira profissional. 07/04/2014 - Foto: NILTON FUKUDA/ESTADÃO CONTEÚDO

O Rei do Futebol não se cansa de colecionar declarações polêmicas e folclóricas. Nesta segunda-feira, em evento de lançamento de uma linha de diamantes, Pelé minimizou o acidente que matou um operário no estádio Itaquerão.

“O que aconteceu no Itaquerão, com acidente, é normal, são coisas da vida, mas a forma como estão administrando o aeroporto e o turista no Brasil é uma coisa que está preocupando”, ponderou o ex-jogador.

Pelé mostrou-se confiante com a seleção brasileira, mas apontou Argentina, Alemanha e Portugal como importantes concorrentes. Ao falar dos craques da Copa, o Rei se lembrou se um ex-companheiro.

“O Messi é um jogador mais completo, porque arma e faz gol. O Cristiano Ronaldo é como o Dadá Maravilha”. O eterno ídolo atleticano logo agradeceu a analogia. “Obrigado pela lembrança querido Pelé, mas Dada só tem mais tempo de voo que o Cristiano Ronaldo (risos). Na bufunfa nem tem comparação”

Ao falar sobre o alemão Schweinsteiger, Pelé cometeu uma gafe e o chamou de Schwarzenegger, sobrenome do famoso ator austro-americano.

Leia tudo sobre: PeléDadá MaravilhaCristiano RonaldoCopa do Mundo