CBF inicia disputa com a Portuguesa na Justiça comum

Instituição busca derrubar liminar que garante a Lusa na Série A, após decisão na última semana

iG Minas Gerais | Agência Estado |

Rafael Ribeiro / CBF
undefined

Começou a queda de braço entre CBF e Portuguesa na Justiça comum. A entidade que comanda o futebol brasileiro entrou com um pedido de liminar na 2ª Vara Cível da Barra da Tijuca, no Rio, pedindo que seja cumprida a punição imposta à Lusa pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), em dezembro, e consequente manutenção das tabelas das Séries A e B do Campeonato Brasileiro de 2014 - com o time paulista na Série B, conforme foi divulgado. No texto encaminhado à Justiça, a CBF alega que cassou todas as liminares obtidas por torcedores e que, em função disso, "em atenção à anterioridade de 60 dias prévios ao início das competições (...) publicou os regulamentos e as tabelas dos Campeonatos das Séries A e B". A participação de um representante da Portuguesa no Conselho Arbitral do Brasileiro de 2014, realizado no início de fevereiro na sede da CBF, também é utilizado como argumento pela entidade. "Registre-se que a própria Requerida (Portuguesa) se fez representar no Congresso Técnico que definiu as tabelas e, juntamente com os representantes das outras agremiações presentes, firmou sua concordância sem qualquer ressalva, não tendo, inclusive, apresentado impugnação posterior", diz o texto. O caso será analisado pelo juiz Mario Cunha Olinto Filho. Se mantiver entendimento anterior, o magistrado acatará o pedido da CBF - em janeiro, o juiz deferiu liminar a um torcedor do Fluminense que pedia o cumprimento da pena imposta pelo STJD.

Leia tudo sobre: CBFportuguesaLusafutebolimbrógliorebaixamentoHéverton