Bebê de nove meses é acusado de tentativa de homicídio no Paquistão

Ele estaria com um grupo de 30 pessoas que teriam lançado pedras contra policiais; processo contraria a idade mínima estipulada pelo país

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Um tribunal da cidade de Lahore, no Paquistão, acusa um bebê de nove meses de tentativa de assassinato, de ter ameaçado a polícia e interferido em assuntos de Estado.

Muhammad Mosa Khan compareceu a uma audiência com seu avô e foi liberado sob fiança.

O advogado da família, Irfan Tarar, explicou que o incidente aconteceu em um dia em que a polícia fez uma operação na localidade onde mora a família do bebê para investigar denúncias de roubo de gás. Ele estaria com um grupo de 30 pessoas que teriam lançado pedras contra policiais.

O processo contraria a idade mínima estipulada pelo país para responsabilidade penal, que é de 12 anos. Críticos no Paquistão pedem que a Justiça retire as acusações contra o bebê.

Leia tudo sobre: bebêpaquistãohomicídio