Jayme reclama de postura do Fla, mas vê "ótimo" empate

Na avaliação do técnico rubro-negro, seu time não poderia ir desesperadamente para cima no confronto

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Jayme de Almeida quer usar partida contra o Resende como teste para a Libertadores
SITE OFICIAL/FLAMENGO/DIVULGAÇÃO
Jayme de Almeida quer usar partida contra o Resende como teste para a Libertadores

O técnico Jayme de Almeida não escondeu sua insatisfação com a postura do Flamengo na primeira partida da decisão do Campeonato Carioca, principalmente na primeira etapa. Menos pior para o treinador que sua equipe conseguiu o empate por 1 a 1 diante do Vasco, no Maracanã, no último domingo, resultado considerado "ótimo" por ele.

"O resultado foi ótimo. Agora temos uma sequência de jogos com responsabilidade. O Flamengo foi muito abaixo no primeiro tempo, pela postura de decisão. Flamengo e Vasco é sempre um jogo pegado, difícil. O Vasco entrou para decidir e o Flamengo devagar. No segundo tempo, empatamos o jogo, teve expulsão, tivemos um a mais, mas o Vasco se defendeu bem e dificultou. O empate não é ruim, não podíamos sair desesperadamente", avaliou.

A expulsão de Everton Costa, citada por Jayme de Almeida, foi muito reclamada do lado vascaíno, mas os flamenguistas também criticaram a arbitragem de Rodrigo Nunes de Sá, principalmente por um pênalti não marcado em Samir, no qual o zagueiro acabou até ficando sem camisa. No fim, o empate acabou sendo melhor para o time rubro-negro, que joga por uma nova igualdade na partida de volta, domingo que vem, para ser campeão.

E o resultado só foi obtido graças ao belo gol de Paulinho no segundo tempo, em chute de fora da área. O jogador entoou o coro de seu técnico e também reclamou do modo como o Flamengo entrou em campo no primeiro tempo.

"Se a gente tivesse entrado com a mesma vontade do segundo tempo, a gente tinha empatado já no primeiro tempo. Conversamos no intervalo, o Jayme alertou a gente, não podíamos deixar passar ou abrir mão do que fizemos quarta (em Guayaquil, contra o Emelec), quando tivemos muita vontade. Voltamos com a cabeça no lugar, confiantes, e conseguimos empatar o jogo", disse.

Leia tudo sobre: flamengojayme de almeidaavaliaçaoclassicovasco