Adilson lamenta expulsão, mas diz confiar no Vasco

Treinador disse que já havia percebido que o jogador poderia ser expulso, mas que "não deu tempo" de substitui-lo

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Adilson comandou coletivo com duas equipes reservas, enquanto os titulares fizeram apenas trabalho regenerativo
MARCELO SADIO/ VASCO.COM.BR
Adilson comandou coletivo com duas equipes reservas, enquanto os titulares fizeram apenas trabalho regenerativo

O técnico Adilson Batista não saiu muito satisfeito com o empate do Vasco por 1 a 1 diante do Flamengo, domingo, na primeira partida da decisão do Campeonato Carioca, mas se manteve confiante na conquista. A lamentar, apenas a expulsão do atacante Everton Costa. O treinador disse que já havia percebido que o jogador poderia ser expulso, mas que "não deu tempo" de substitui-lo.

"No lance, até concordo que não teve falta. Mas, antes, o Everton Costa colocou a mão na bola e poderia ter sido expulso", admitiu Adilson. "Eu ia trocar o Everton ali na hora, mas acabou não dando. Já estava pensando em chamar o Thalles ou o Fellipe (Bastos), mas o juiz acabou tirando ele do jogo".

Apesar das lamentações, o treinador fez questão de elogiar a atuação vascaína, principalmente no primeiro tempo. "Vi um Vasco muito bem no início do jogo, criando chances, mas depois a expulsão atrapalhou. No segundo tempo, marcamos com duas linhas de quatro, e eles tiveram a situação de contra-ataque com o Everton, depois cruzamento do Negueba e mais nada. Fomos bem, sim, mas com um homem a menos dificultou".

Se Adilson admitiu que Everton Costa estava merecendo ser expulso, o presidente do Vasco, Roberto Dinamite, teve opinião bem diferente. Ele ficou irritado ao saber que o mandatário do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, havia reclamado da arbitragem por um lance no qual o zagueiro Samir foi puxado e ficou sem camiseta. Segundo Dinamite, quem tem que reclamar é o Vasco.

"O outro lado está reclamando que foi prejudicado. Só eles enxergaram isso. Mais uma vez o Vasco foi prejudicado. Jogador do Flamengo tira a camisa, joga no chão e não acontece nada. E eles ainda estão reclamando disso? Espero que no próximo jogo, o juiz não seja nem notado dentro de campo. Isso tem que acabar. O Vasco não aguenta mais ser prejudicado em todos os campeonatos. Quem tem que reclamar de arbitragem somos nós. Essa é minha posição e a posição oficial do clube", disse.

Leia tudo sobre: vascoadilsonbatistalamentaexpulsaofinalcariocaflamengo