Marcelo Oliveira destaca evolução no Horto e avalia: 'Ótimo resultado'

Técnico do Cruzeiro lembrou que equipe vem aprendendo a enfrentar o Atlético no Independência e lembrou freguesia alvinegra no Mineirão

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Marcelo Oliveira ficou insatisfeito com atuação do Cruzeiro diante do Internacional, neste sábado
LEO FONTES / O TEMPO
Marcelo Oliveira ficou insatisfeito com atuação do Cruzeiro diante do Internacional, neste sábado
As duas últimas visitas do Cruzeiro no Independência, contra o Atlético, sob o comando de Marcelo Oliveira, foram benéficas para a Raposa. Principalmente o empate na tarde deste domingo pela primeira final do Mineiro 2014. Diante disso, o treinador celeste analisou uma evolução dos comandados no campo do maior rival. Além disso, lembrou que, ao contrário de seu time, o Galo costuma se dar mal como visitante no maior clássico mineiro. "Achei que foi um ótimo resultado, diante das circunstâncias do campeonato, podemos ser campeões invictos. Jogo é assim mesmo, clássico com duas equipes jogando bem, Galo é muito difícil aqui dentro, empatamos dois e perdemos dois, fizemos três clássicos no Mineirão e vencemos três, espero podermos ratificar essa fase com o título no domingo, coisa que vai ser difícil", disse Marcelo. O treinador celeste viu com ótimos olhos o empate em 0 a 0, afinal o Cruzeiro joga por mais um placar de empate para evitar o tricampeonato estadual do Galo. "Clássico equilibrado, junta competição, muita marcação, Cruzeiro jogando procurando jogar com inteligência, poque se não levar gol até o final somos campeões", analisou. No Independência, o Cruzeiro vem de dois empates atuando contra o Galo. Os dois por 0 a 0 e neste ano. Antes, havia perdido duas partidas em 2013, a primeira por 3 a 0 no duelo de ida da final do Mineiro. Depois, perdeu de 1 a 0 pelo Campeonato Brasileiro, no golaço de Fernandinho. Para o comandante técnico da Raposa, a equipe conseguiu transformar as atuações no Independência em placar favoráveis a ela. "Os primeiros jogos que fizemos aqui (Horto) perdemos sem conseguir jogar, a não ser aquele da expulsão do Bruno que modificou o jogo (primeira final estadual de 2013, 3 a 0 para o Galo). Mas depois viemos com jogo equilibrado, com possibilidade para os dois lados. Jogo firme, com Cruzeiro marcando e atacando bem. Hoje da mesma forma, voltamos com uma boa posse, o Atlético apertou muito e colocamos um meio de campo mais forte. Criamos contra-ataques".

Leia tudo sobre: cruzeiroatleticomarcelo oliveirahortoclassicoindependenciaatuacaofinalcampeonato mineiro