Linha Cidade Administrativa/ Savassi pode ser desativada

BHTrans admite que medida vai ser estudada caso usuários atuais sejam atraídos pelo Move

iG Minas Gerais | Luiza Muzzi |

Perfil. Atrás de qualidade, maioria dos passageiros das linhas executivas migrou do ônibus regular
AJL
Perfil. Atrás de qualidade, maioria dos passageiros das linhas executivas migrou do ônibus regular

A Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) admite a possibilidade, mas ressalta que a intenção não é cancelar o serviço. “Se a SE 01 tiver redução muito drástica de passageiros, a continuidade da operação não se justifica”, afirmou Adilson Daros, gerente de Contratos de Concessão e Tarifas da BHTrans.

“Não é nossa ideia extinguir a linha, mas teremos que avaliar essa medida, porque o Move pode ser um concorrente direto, com forte desvantagem para a SE 01, que pegará trânsito misto e terá tarifa mais alta”. Até a completa implantação do novo sistema, as linhas executivas continuarão operando, garante Daros.

A reportagem de O TEMPO fez, na semana passada, os trajetos das duas linhas – SE 01 e SE 02 (Buritis/Savassi) – nos dois horários de pico. Ao contrário do que comumente ocorre no transporte convencional, nenhum passageiro precisou ficar em pé. Havia inclusive assentos vagos. Avaliação.

Entre os usuários, poucos são os que deixaram o carro em casa. A maioria é de pessoas que, cansadas da lotação do ônibus convencional, optaram por desembolsar um pouco mais por conforto. “Depois de um dia de trabalho cansativo, se eu puder sentar um pouco no caminho até a faculdade vale a pena pagar mais caro”, diz a estudante Jussara Rodrigues, 24.

“As linhas não cumpriram a função de atrair o usuário do carro para desafogar o trânsito. O que aconteceu foi migração do usuário do ônibus comum, atrás da qualidade que não há no convencional”, lamenta o secretário geral da Associação dos Usuários do Transporte Coletivo de Belo Horizonte e região, Francisco Maciel.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave