Reforma no visual e no pacote

Cinco anos após o lançamento, Fiat Linea passa pela primeira reestilização no Brasil e tenta avançar no mercado

iG Minas Gerais | José Vítor Camilo |

Preços. Sedã custa R$ 55 mil na versão Essence e R$ 66 mil na configuração Absolute
Studio Cerri / DIVULGACAO / FIAT
Preços. Sedã custa R$ 55 mil na versão Essence e R$ 66 mil na configuração Absolute

São Paulo. Cinco anos após o lançamento do Linea, o sedã da Fiat que não foi muito bem aceito pelo mercado, a montadora lança a linha 2015 com retoques visuais, apostando sabiamente em corrigir o erro cometido em 2008. Em contraposição à marca, que é líder absoluta de vendas no país, a primeira versão do carro não vendeu muito desde que foi lançada, ficando na 7ª colocação em um ranking de 15 modelos.

Quando foi lançado no Brasil, o objetivo da fabricante era concorrer com o Honda Civic e o Toyota Corolla. “Lançamos o carro acima do preço e pagamos por isso”, admitiu sem medo o diretor comercial da Fiat, Lélio Ramos, durante o lançamento do Linea reestilizado, em São Paulo (SP). Para consertar o erro, o novo modelo traz muitas mudanças e um preço muito mais acessível, passando a concorrer também com sedãs compactos, como Ford New Fiesta Sedã, o Honda City e o Chevrolet Sonic Sedan.

Em 2008 o modelo mais simples foi lançado por R$ 61 mil, tendo o preço reajustado para R$ 54 mil em uma tentativa que chegou a alavancar um pouco as vendas, alcançando a média de 14 mil unidades emplacadas por ano. Já o Linea 2015 sairá por R$ 55 mil no modelo mais simples, o Essence, enquanto o mais completo, Absolute, sairá por R$ 66 mil. “O slogan diz que o carro é um sedã de respeito, mas é um respeito acessível. Tanto que a versão mais completa concorre no preço com sedãs compactos”, finaliza o diretor. A Fiat espera um aumento nas vendas do Linea de cerca de 30% após a reestilização, que resultará em cerca de 800 emplacamentos por mês.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave