Em repúdio à manutenção do reajuste, Tarifa Zero convocará "catracaço"

Segundo representante do movimento, decisão é 'ultrajante'; 2º Ato está programado para esta segunda (7), às 17h, no centro da cidade

iG Minas Gerais | Fábio Corrêa |

Em contato com a reportagem do Portal O TEMPO, o Coletivo Tarifa Zero, por meio da representante Mayra Reis, informou que considera a decisão do Sindicato das Empresas de Transporte (SETRA-BH) ultrajante, e que irá incentivar a população a pular as catracas em repúdio à manutenção do reajuste da tarifa básica para R$ 2,85 neste domingo (6), apesar da liminar de suspensão expedida pelo Ministério Público de Minas Gerais na última sexta (5).

Segundo Mayra, os integrantes do Tarifa Zero irão discutir o "catracaço" em reunião aberta, programada para este domingo na Associação Comunitária Santa Margarida, na rua Álvaro da Silveira, 790, no Barreiro. Além disso, a representante confirmou que o 2º Ato está mantido para a próxima segunda (7), às 17h, na Praça Sete.

"Consideramos a manutenção do aumento ultrajante, é um desrespeito completo à população. Queremos incentivar as pessoas a ignorarem essa nova tarifa, porque essa medida representa um nível absurdo de autoritarismo por parte das empresas", afirmou.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave