Conheça Lucas Rangel, um garoto de 16 anos que faz sucesso na internet

Menino já ganhou cerca de 300 mil seguidores de todo o mundo e tem que dar autógrafo quando sai com os pais pela capital mineira

iG Minas Gerais | Natália Oliveira |

CIDADES - P0RTAL - ESPECIAL : PAMPULHA - MG OURO PRETO . Menino que ficou famoso com videos de humor na internet . Na foto Lucas Ronzel

FOTOS: JOAO GODINHO / O TEMPO / 25.03.2014
JOAO GODINHO / O TEMPO
CIDADES - P0RTAL - ESPECIAL : PAMPULHA - MG OURO PRETO . Menino que ficou famoso com videos de humor na internet . Na foto Lucas Ronzel FOTOS: JOAO GODINHO / O TEMPO / 25.03.2014

A famosa frase “uma ideia na cabeça e uma câmera na mão”, do cineasta brasileiro Paulo César Saraceni, traduz bem o que o garoto Lucas Rangel, de apenas 16 anos, faz. Nesse caso, a câmera é substituída por um iPhone e as longas produções cinematográficas por vídeos de apenas seis segundos.

Pequenas histórias do cotidiano filmadas, interpretadas e editadas pelo menino belo-horizontino que, nas redes sociais, já ganhou cerca de 300 mil seguidores do mundo todo.

A fama surgiu de repente por meio da rede social Vine, página vinculada ao Twitter que permite a postagem de vídeos. O sucesso alimenta o sonho do garoto de trabalhar com cinema ou publicidade.

Uma mãe, um filho e um professor. Se no Cinema Novo, na década de 60, movimento em que o cineasta Saraceni foi um dos percursores, eram discutidas questões políticas e sociais, Lucas se aproveita dos três personagens para explicitar questões simples do dia a dia. Aliás, o garoto acredita que é a identificação das pessoas com as histórias que fez com que ele alcançasse tal sucesso.

"A mãe sempre briga com o filho por algum motivo. O filho então fica se defendendo e tem o professor que quase sempre é aquela figura séria, tentando ensinar alguma coisa. Eu falo de situações que acontecem com todo mundo e as pessoas se vêm ali nas imagens", conta Lucas. Nos vídeos, o menino se vale de vivências do cotidiano, porém exagera bastante ao contá-las. “Eu coloco a mãe com um chinelo na mão, bato na mesa, esse exagero é que faz com que os vídeos fiquem engraçados”, contou. As gravações são feitas em sua maioria no quarto do garoto e algumas vezes em outros cômodos da casa onde ele mora com a família, na região da Pampulha.

Veja vídeo que produzimos com Lucas Rangel

Todos os familiares participam da produção dos vídeos. Às vezes a irmã de Lucas, de apenas 8 anos, ajuda nas gravações. Para interpretar a mãe, o menino também se vale de acessórios de sua progenitora e da irmã. Até o cachorro da família se tornou famoso com os vídeos. “Eu fiz algumas imagens usando o meu cão Tommy e as pessoas gostaram tanto que esse foi um dos que mais tive acesso”, contou o menino.

O pai de Lucas, o empresário Antônio Alex Costa, 47, diz que a família apoia o menino nas produções e conta que desde criança o menino gostava de fazer vídeos e que ele já chegou até a gravar algumas festas de formatura e aniversário de amigos. "Eu tinha uma câmera e ele a usava para fazer as filmagens”, contou Costa.

Extrovertido e bem articulado, o adolescente é descrito pelos pais como um garoto tranquilo e muito estudioso. Cursando o 2º ano do segundo grau, o menino já pensa nos cursos de publicidade e cinema como opção para a faculdade. “Eu comecei fazendo os vídeos por diversão, mas hoje já levo isso para o lado profissional”, enfatizou.

Fama

O nome Lucas Rangel se tornou conhecido depois que o garoto começou a postar os vídeos na rede social Vine. "Ela funciona como o Instagram, mas para imagens em movimento que precisam ser feitas em apenas 6 segundos", explica o viner, nome dado a quem posta vídeos na rede social.

O menino ganhou reconhecimento na internet logo nas primeiras postagens, em novembro do ano passado. “Eu não falo palavrão e acaba que com isso consigo atingir um público de todas as idades”, relata. Segundo o pai de Lucas, a maioria dos seguidores dele tem idade entre 13 e 17 anos.

O sucesso é tanto que a resposta do público já é dada nas ruas da cidade. “Quando eu saio para ir a algum restaurante ou vou ao shopping sou sempre assediado, uma vez eu estava em um shopping e os seguranças precisaram tirar algumas fãs. Eu fico assustado, porque não estou acostumado com isso. Às vezes eu saio para comer e não consigo de tantas fotos que tenho que fazer com o público, mas claro que vale a pena, já que esse reconhecimento é muito importante”, relata o garoto.

Na escola particular onde o menino estudava no ano passado, o assédio era grande. “Tinham quase 5.000 alunos no meu colégio, então as vezes no intervalo entre as aulas o pessoal me assediava. Agora eu mudei para um colégio menor, por ser mais próximo da minha casa, e lá não tem isso, por que os alunos já se acostumaram comigo”, contou.

O pai do menino disse que já há uma marca de roupas interessada em usar o menino como garoto propaganda. Em breve, ele também irá começar a receber uma renda do Youtube pelas postagens dos vídeos. Além disso, o garoto vai produzir semanalmente um vídeo para o programa Mixture, ligado ao Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH).

Acessos

Os vídeos do garoto no Youtube chegam a ter até 500.000 acessos. Já no facebook ele tem 160.000 seguidores. No Instagram já são 80.000 seguidores e no twitter mais de 70.000

Acompanhe o Lucas nas redes sociais

Vine: https://vine.co/lucas.rangel Instagram: http://instagram.com/lucasranngel Twitter: http://twitter.com/lucasranngel Facebook: http://facebook.com/lucasranngel

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave