Previsões para o mês pioram

iG Minas Gerais |

Brasília. O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) reviu para baixo a sua previsão de chuvas para abril no subsistema Sudeste/Centro-Oeste, o mais importante do sistema. A expectativa para as afluências foram revistas de 83% da média histórica para 70%, aumentando o sinal de alerta sobre o setor elétrico e elevando os riscos de um novo racionamento de energia em 2014. Por conta da redução das afluências, o operador reduziu a sua projeção sobre o nível dos reservatórios do subsistema Sudeste/Centro-Oeste ao fim de abril.

No fim da semana passado, a expectativa do ONS era de que o volume de água armazenado encerrasse o mês em 40,7% da capacidade. Agora, a nova previsão é de 36,5%. Isso é muito abaixo do patamar de 43% indicado recentemente pelo próprio diretor-geral do ONS, Hermes Chipp, para garantir o suprimento de energia sem sobressaltos até o início do período úmido, em novembro.

Chuva fraca a moderada foi apurada nas bacias dos Rios Uruguai, Jacuí, Iguaçu e Paranapanema entre 29 de março e 4 de abril, e chuva fraca nas bacias dos Rios Tietê, Paraíba do Sul, Grande, Paranaíba e São Francisco. “Para a semana de 5 a 11 de abril, a previsão é de que a passagem de uma frente fria ocasione chuva fraca e moderada nas bacias hidrográficas da região Sul e chuva fraca nas bacias das regiões Sudeste e Centro-Oeste”, informou o operador. O operador também reviu para baixo sua expectativa de afluências para a região Sul, de 120% da média histórica para 98%. Com isso, o nível de armazenamento dos reservatórios foi reduzido, de 43,2% para 39,9%.

O ONS também reviu para baixo a sua projeção para o crescimento da carga de energia em abril de 2014 em relação ao mesmo mês de 2013, de 5,9% para 5,6%, totalizando 65,947 mil MW médios.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave