A voz da Massa

iG Minas Gerais |

Saudações alvinegras! Eu poderia falar muita coisa negativa sobre o jogo ruim que o Galo fez contra o Santa Fe, na quinta-feira passada: as mexidas erradas de Autuori, a péssima fase de Ronaldinho Gaúcho, os erros de passe e outras coisas mais. Porém, eu prefiro olhar para o lado positivo das coisas, e elas também não foram poucas naquele jogo. Teve a classificação do Galo para a próxima fase da Libertadores com uma rodada de antecedência. Teve também a consolidação da boa fase de Guilherme, que fez uma bela partida e foi decisivo para a classificação. E, talvez, a mais positiva de todas, a estupenda atuação de São Victor, que fez pelo menos quatro defesas milagrosas salvando o Galo de levar mais gols. Enfim, muita coisa ainda precisa melhorar no Galo, mas também outras tantas nos deixam bastante orgulhosos do nosso time. Dá-lhe, Galo!

Avacoelhada

Na segunda rodada do sub-20, o América empatou por 1 a 1 com o Villa Nova, em Nova Lima. O quarteto ofensivo formado por Xavier, Renatinho, Patrick e Sávio fez tabelas progressivas em alta velocidade por meio de infiltrações dentro da área e de finalizações. Patrick marcou o gol americano ao completar cruzamento de Xavier. Marcelo, devido à contusão, foi substituído por Danylo. A fim de melhorar o que deve ser melhorado, os laterais Danylo e Bombeta deveriam ter feito mais cruzamentos da linha de fundo, e pelo menos um dos volantes, Paulinho ou Renato Bruno, ter avançado mais para aumentar as opções de ataque. O empate do adversário saiu por meio da marcação de uma falta inexistente. Sávio deu um carrinho na bola e levou o segundo amarelo injustamente. Amanhã, na Copa Dadazinho, Sub-14 x Cosmos, às 12h30, na Arena Pitangui.

A voz Celeste

A vitória sobre a Universidad de Chile, na casa do adversário, na última quinta-feira, foi uma boa demonstração do que representa mexer com um gigante que estava ferido. O placar de 2 a 0 não mostrou o que foi o jogo no Chile. O maior de Minas dominou a La U e poderia ter feito três, quatro ou mais gols naquela partida. Fiquei impressionado como o time do Cruzeiro é querido e conhecido no país chilenos. Sem dúvida é pelas boas apresentações feitas contra os clubes daquele país na Copa Libertadores da América. Não tenho dúvida da classificação do maior de Minas para a próxima fase do torneio. Agora é mudar o chip e pensar no Campeonato Mineiro. A decisão em dois jogos começa no domingo. A grande vitória nos dá moral, mas todo cuidado é pouco. Mexeram com o gigante e agora fica difícil segurar. Dessa forma a caravana da vitória continua.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave