Aventureira eletrônica

Conheça a KTM 1190, modelo que poderá ser produzido no Brasil

iG Minas Gerais | Carlo Valente e Raphael Panaro |

KTM 1190 Adventure traz controle de estabilidade inteligente
KTM/Divulgação
KTM 1190 Adventure traz controle de estabilidade inteligente

O bom momento do mercado brasileiro de motocicletas premium tem atraído as mais famosas marcas do mundo. Até o fim do ano, será a vez da tradicional fabricante austríaca KTM desembarcar, em parceria com a Dafra. Os modelos ainda não foram definidos, mas a KTM admite que vai começar no segmento off-road.

Os modelos serão montados em CKD na fábrica da Dafra em Manaus (AM). A partir de 2015, novos produtos off-road e outros street – Duke 200 e 390 serão as primeiras – começarão a ser fabricadas pelo mesmo processo. E uma das motocicletas que podem chegar por aqui nessa “leva” é a maxitrail KTM 1190 Adventure, uma bigtrail que tem como grande diferencial a segurança. A moto top da KTM conta com um inédito controle de estabilidade, que trabalha em conjunto com os freios ABS. Desenvolvido pela alemã Bosch, o Motorcycle Stability Control – MSC – que se alia ao eCBS – sistema que distribui a pressão de frenagem entre as rodas – e evita que a motocicleta “perca a frente” quando o freio é acionado em uma curva.

A KTM rotula a 1190 como aventureira. Mas o propulsor adotado na motocicleta oferece boa esportividade, o que a credencia também para andar forte no asfalto. Trata-se de um motor bicilíndrico montado em “V”, com 1.195 cm³ de deslocamento, capaz de produzir 150 cv a 9.500 rpm e 12,5 kgfm de torque a 7.500 giros. Na Itália, a KTM 1190 Adventure custa <SC128> 15.610, o equivalente a R$ 48.500.

Dinâmica

A posição de pilotagem é bem alta em relação ao chão, além de ser confortável. O guidão e as pedaleiras são totalmente ajustáveis, para atender a necessidade de quem vai em cima do modelo. A transmissão faz trocas suaves e rápidas. Já o propulsor bicilíndrico twin, apesar de ser um pouco “murcho” em giros mais baixos, descarrega toda a sua potência quando passa das 3.000 rpm.

O conjunto dos pneus com rodas de 19 polegadas na frente e 17 atrás possibilitam que a 1190 encare estradas de terra, mas o “terreno de caça” da moto é o asfalto. A grande novidade da KTM, o MSC, não interfere diretamente na condução. Mesmo fazendo algumas “peripércias” durante o teste, a eletrônica não notificou nenhuma intervenção do sistema.

Leia tudo sobre: motoKTM1190maxitrail