Atenção ao jardim

Apesar da beleza, muitas plantas ornamentais são tóxicas e oferecem riscos aos moradores

iG Minas Gerais | Ana Paula Braga |

Aparentemente inofensiva, o antúrio é uma das plantas tóxicas presentes no décor de casas e jardins
Divulgação
Aparentemente inofensiva, o antúrio é uma das plantas tóxicas presentes no décor de casas e jardins
O verde é sempre bem-vindo em qualquer espaço da casa. Mais do que uma terapia, ter contato com plantas proporciona bem-estar aos moradores, complementa a decoração e traz um charme especial aos ambientes, desde o quintal até a cozinha. De acordo com especialistas, é o natural que assume agora o posto de vedete na maioria dos projetos de arquitetura e design de interiores, sendo que a ideia de espalhar as cores da natureza tem se transformado em um novo hit para o décor, além de refletir mais personalidade e as escolhas pessoais de quem mora no local. Para quem deseja trazer vida e frescor para dentro de casa, a aposta é sempre acertada, já que as plantas são naturalmente, por si só, belos objetos de decoração.    Embora a beleza e presença marcante das plantas sejam uma unanimidade, algumas espécies ornamentais podem oferecer riscos a crianças pequenas e animais de estimação, se forem ingeridas ou mesmo tocadas. Muitas delas, inclusive, são utilizadas indiscriminadamente em arborização de vias urbanas, parques e jardins, aumentando ainda mais os riscos de intoxicação.    A paisagista Marizeth Estrela diz que, muitas vezes, o envenenamento por meio de folhas, frutos e sementes acontece por desconhecimento do potencial tóxico de determinada planta. “Em um projeto de paisagismo é preciso considerar o perfil dos moradores e avaliar se plantas que atraem insetos ou as que possuem espinhos grandes ou folhas pontiagudas devem ser opções ornamentais”, pontua.   

Leia tudo sobre: plantaspaisagismo