Após briga, presidente do Fluminense exalta relação com Unimed

Clube e patrocinador discordaram sobre a demissão do técnico Renato Gaúcho

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Demissão de Renato Gaúcho ainda causa problemas ao Fluminense
REPRODUÇÃO/FLUMINENSE
Demissão de Renato Gaúcho ainda causa problemas ao Fluminense

O presidente do Fluminense, Peter Siemsen, se manifestou nesta sexta-feira sobre a parceria do clube com a patrocinadora Unimed Rio, alvo de polêmica recente, provocada em razão de discordância sobre a demissão do técnico Renato Gaúcho. Siemsen, então, destacou êxitos do clube sob a parceria e fez elogios a Celso Barros, presidente da patrocinadora.

Na última quarta-feira, em razão dos resultados ruins do time, eliminado no Campeonato Carioca, o presidente do Fluminense anunciou a demissão de Renato, posteriormente substituído por Cristóvão Borges. A decisão desagradou Celso Barros, que defendia a permanência de Renato. O presidente da Unimed Rio, então fez críticas aos dirigentes do clube carioca.

Agora, Siemsen tentou colocar "panos quentes" na polêmica nesta sexta-feira. "Nem nesse e nem em qualquer outro episódio, embora possamos ter discordado, eu jamais admitiria ser descortês ou desrespeitoso com o patrocinador, uma vez que tenho plena consciência de que essa sua participação sempre foi extremamente contributiva e visava o melhor para o clube que ambos amamos e para a empresa que nos permitiu construir um Fluminense grande e vencedor", escreveu o presidente do Fluminense.

O dirigente lembrou que as recentes chegadas de Conca e Walter só foram possíveis por causa do apoio da Unimed Rio. "Que outro clube no país foi capaz de anunciar reforços comparáveis a Conca e Walter? Pois esses grandes reforços só se tornaram realidade porque o Fluminense conta não apenas com o significativo aporte de recursos da Unimed, mas também, e principalmente, com a visão do patrocinador", disse.

O presidente do Fluminense revelou, inclusive, que a contratação de Walter foi uma decisão pessoal da patrocinadora. "A chegada de Walter, vale destacar, foi uma aposta exclusiva dele. E os fatos comprovaram, mais uma vez, a capacidade de julgamento do nosso parceiro", afirmou.

Para Siemsen, os últimos títulos do Fluminense não seriam possíveis sem o apoio da Unimed Rio. "Que ninguém se iluda: nenhuma das grandes conquistas dos últimos anos seria possível sem Celso Barros e a Unimed", disse, complementando que o novo CT do clube receberá o nome de Celso Barros.

"Por merecimento, o nosso novo Centro de Treinamento, marco do Fluminense cada vez mais forte, estruturado e bem gerido, levará o nome Celso Barros", comentou. "Feliz a torcida que tem um elenco formado por extraordinários jogadores. Feliz o torcedor que tem a honra de presidir seu clube de coração. Feliz o clube que tem uma história como a nossa e que pode se orgulhar de ter o melhor patrocinador do país", completou.

Siemsen afirmou esperar que a polêmica marque o começo de um novo período de êxitos no Fluminense. "Espero que esse episódio, que considero superado, seja o início de novos tempos e de vitórias. O amor que compartilhamos pelo Fluminense está acima de tudo", disse.

Leia tudo sobre: futebolesportepeter siemsenpresidentefluminenseunimedpatrocinio